A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 22 de março de 2009

poema

SELECOR

Luz, sol e cor
Viver com amizade
Foi assim a Selecor
Emílias, foram três
Como se houvesse amor
Idílios talvez
De Emílio senhor
Mais uma aconteceu
Não foi sonho, nem fantasia
Talvez escuro, como breu
Coisas da memória
Ninguém leu
Medito nas coincidências
Estes acasos, vivi-os eu
Vidas de esplendores
Bastantes “acasos”
Devaneios e amores
Tudo feneceu
Uma partida de avião,
A modernidade valeu
Esplendores!...
De tudo aconteceu
Escuras e vãs glórias!...
Dias e noites de breu
Desconhecida partida
Um dia aconteceu!...

Daniel Costa


19 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Escreve sobre coisas vividas, memórias, e isso é muito bonito.
Um abraço e boa semana

Val Du disse...

Grandes momentos, passagens, vida vivida.

Beijos

Beatriz disse...

Estamos sempre revivendo os momentos importantes que marcam a nossa vida. São momentos bons, outros nem tanto, mas sempre presentes na nossa memória.

Viver é isto, amigo, seguir com o tempo e lançar de vez em quando um olhar ao passado. É de lá que retiramos os ensinamentos.

Fica com um ramalhete de violetas azuis para enfeitar tua semana.

Um beijo no coração!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel:
Você nos brinda com as suas memórias em forma de uma poesia cheia de ritmo, que até parece música. Você é um poeta de primeira linha. Acho que me estou tornando repetitiva, mas gosto muito desses poemas que você faz.
Um abraço,
Renata
PS: Obrigada pela presença no meu aniversário e vá ao FEMININA hoje, há novidades, aliás há novidades todos os dias.

MENSAGENS AO VENTO disse...

_________________________________


Seus versos parecem um mosaico de lembranças... Muito lindo!

Beijos de luz e o meu carinho...

___________________________________

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
admiro francamente a forma poética com que escreve as suas memórias... Parabéns!!

Beijinhos,
Ana Martins

Maria Valadas disse...

Moentos vividos e escritos com a alma do poeta.

Muito bonito.

Beijos.

Carla disse...

porque mesmo que se saiba que não há coincidências, a verdade é que, por vezes elas acontecem
beijos

Tatiana disse...

Olá Daniel,
sua poesia apesar da dor...
é lindíssima!

Agradeço a sua presença em palavras no meu blog.

Obrigada por seu carinho!

Um dia repleto de dádivas para você!

Um beijo carinhoso

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Oi, Daniel, logo, logo vou precisar de outro poema seu para o Feminina. Apareça lá hj, há um post bonito, e vá pensando se tem algo a oferecer.
Um beijo,
Renata

Mariazita disse...

Caro Daniel
Memórias em poesia, ou poesia nas memórias...
Duma forma ou doutra é sempre bonito.

Uma noite feliz.

Beijinhos
Mariazita - Lírios

xistosa - (josé torres) disse...

Reviver é retornar ao passado e regressar ao presente com recordações para o futuro.
Assim ficam gravados e não esquecem.

Tenho que mudar de horário. Dormir de dia e "viver" aqui de noite.
A esta hora até dá gosto viajar na Net ... o comboio vai mais rápido

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

"Se tudo for feito com Amor e ingenuidade;
Se todos se amarem mutuamente;
Se a felicidade for uma Eternidade;
Se a tristeza for mera passagem;
Se a amizade for sincera e de Verdade;
Se a vida for um Dar acima de receber;
Então descobriremos que foi em cada uma desses
momentos que nosso coração bateu mais forte,
e que agimos pura e simplesmente como seres Humanos!"

(Vera Costa)

Desejo uma linda semana com muito amor.
Abraços.

Mariazita disse...

Meu caro Daniel
Eu, Mariazita - Casa, :))) comento o Lisboa Café.
Quem comenta este teu blog é a Mariazita - Lírios... :)))

Mas hoje, contra o normal, estou aqui na qualidade de Mariazita - Casa para te informar que tens um desafio lá na minha "Casa".

Espero que aceites o convite e dês continuidade.

Beijinhos
Mariazita

Desnuda disse...

Meu querido Daniel...A vida nos enriquece de fato. E voce através da sua arte nos encanta com a narrativa poética da arte de VIVER.


Carinhoso beijo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel, publiquei no Galeria sobre um filme recente e muito bom. Gostaria que o fosse apreciar e que deixasse a sua opinião.
Não deixe de dar uma passadiha no Feminina
Um abraço,
Renata

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel:
Nada encontrei no meu mail.
Beijos,
Renata

Maria Letra disse...

É a primeira vez que visito o seu blog, Daniel.
PARABÉNS sinceros. Linda poesia. Gostei muito.
Maria Letra

Olhos de mel disse...

Lindo, meu doce amigo! Lembranças de uma vida, uma história... Assim entre idas e vindas, compomos a nossa memória...
Beijos