sexta-feira, 18 de setembro de 2009

poema


VANUZA

Mulher altiva
Vejo assim Vanuza
Altivez que cativa
Não tem mente difusa
A Senhora Pantaleão, a Vanuza
Descriminação
Não usa
Quando amiga é do coração
Sentir a sua amizade
Suscitará emoção
Sabe ser cordial
Beleza interior a suscitar comoção
Essa mulher prendada em leis
Recorda com certa emoção
Os tempos de mulher menina
Tempos de ginásio
Os da sabatina
Enquanto evoluía
Deixava de ser menina
Divertida para a vida
Com vivacidade de heroína
A mulher Vanuza
Como todas as mulheres é divina
Vanuza coração de ouro
Contar com a sua amizade
Será contar com um tesouro

Daniel Costa

14 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Daniel:
É muito raro ver uma mulher que deixa aflorar a menina, a adolescente que sempre há e haverá em si, que nunca as perde, que não as endurece, por mais que a vida lhe oponha obstáculos, e até mesmo perdas irreversíveis.No seu texto percebe-se que a Bela mulher, retratada de maneira a lembrar os seus jovens anos, ainda conversa a beleza exterior e interior, pois, além de tudo é cultivada e refinada. Parabéns, querido amigo, por escolher tão bem as suas Musas, e Parabéns à Vanuza por ser a mulher que é.
Beijos meus de Boa Noite!
Renata Maria
PSiU: Acabo de publicar, estou morta, vou dormir, volto amanhã!

SAM disse...

Daniel,

sem dúvida um belo poema para uma bela mulher que reune tantos predicados e profundamente humanista. Vanuza tem na personalidade o brilho da inteligência e justiça. Autêntica, franca , generosa , traduz com excelência o perfil da mulher guerreira, mas com intensa doçura.


Parabéns aos amigos Daniel e Vanuza!

Val Du disse...

Oi, Daniel.
As mulheres com "V" são especiais, hehehehehe.
Brincadeirinha. Todas as mulheres são especiais e maravilhosas.

Belo poema.

Beijos p/ os dois.

VANUZA PANTALEÃO disse...

DANIEL, O AMIGO PERFEITO
GENEROSO DEMAIS
TANTO CARINHO
EU NÃO MEREÇO
SÓ DEUS
VAI TE RECOMPENSAR!
Amigo, te amo muito...minha emoção é grande...obrigada às amigas que aqui estão. Muito, muito grata!
Beijos nesse coração tão lindo!!!

Everson Russo disse...

Mais um belissimo poema homenagem que sai da sua alma diretamente pra alma da musa..parabens e um belo sabado pra ti amigo...abraços fortes...

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO DANIEL, MAIS UMA MARAVILHOSA HOMENAGEM, HÁ BELA MULHER QUE É A NOSSA QUERIDA VANUZA... ENCANTADOR DANIEL!!!
ABRAÇOS DE CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

FOTOS-SUSY disse...

OLA QERIDO DANIEL, BELO POEMA, UMA LINDA HOMENAGEM A VANUZA...
UM OPTIMO SABADO AMIGO!!!
BEIJOS DE CARINHO,


SUSY

VANUZA PANTALEÃO disse...

O blog da Vanuza é um verdadeiro álbum de sua alma. Retrata sua infãncia,suas memórias e suas incontáveis influências artísticas e espirituais. Além disso, retrata também sua personalidade, sua generosidade e respeito para com o ser humano.
Parabéns pela sua iniciativa e admiração.

Abraços !

Rodrigo.

VANUZA PANTALEÃO disse...

RODRIGO É MEU ESPOSO E NÃO TEM BLOG, POR ISSO USOU A MINHA SENHA.
BEIJINHOS!

Maria Soledade disse...

Amigo Daniel as mulheres continuam a ser as suas musas inspiradoras e esta Vanuza foi bem muito bem escolhida...mais uma vez. Parabéns

Daniel, não o tenho visitado não por esquecimento mas porque neste momento tenho o meu marido internado a lutar pela vida e eu ando tão arrasada que como deve compreender o meu tempo tornou-se uma pequeníssima célula!!!

Beijinhos Grandes

Marta disse...

Uma homenagem perfeita, escrita com alma.
Obrigada pela visita - ao Com Amor e ao Poesia e pelos comentários.
Beijos e abraços
Marta

Bandys disse...

Oi Daniel,
Uma bela homenagem para sua amiga com tantas qualidades.

Parabéns à você e Vanuza.

Aproveito e agradeço todo carinho no meu blog .
beijos

Everson Russo disse...

Amigo poeta, agradecendo sempre suas visitas e comentarios registrados, sempre importantissimos pro Livro dos Dias, um abraço forte e o desejo que tenha uma belissma semana....

xistosa - (josé torres) disse...

Caríssimo Daniel Costa

A mulher está acima de todas as nossas percepções sensoriais.
Por muito que se caluniem não podemos viver sem elas.
Falo por mim, mas aqui nesta "casa" a exaltação à mulher, em poema, é uma marca indelével da boa sensibilidade do autor.
Continue ...

Um abraço.