domingo, 27 de setembro de 2009

poema



LARANJINHA

Não no outro mundo
Mora no Alentejo
A Laranjinha de olhar profundo
Laranjinha meiga e doce
Não no outro mundo
Os seus ternos poemas
Revelam doçura
Advém a tentação
Por vezes dura
Questionar donde vem
Tamanho amor, tanta ternura
Beleza de alma
Beleza plena e segura
Aura de beleza muito sua
Apresenta-se assim
Como o luar da lua
Sorridente na beleza de mulher
No firmamento brilhantes estrelas
Laranjinha é o nome da suave mulher
Um nome bonito
Não se contesta sequer
Contém toda a beleza interior
Toda a beleza da interessante mulher
Admiro a sua poesia
Estimo e admiro aquela mulher

Daniel Costa

16 comentários:

Val Du disse...

As rosas são sempre lindas.

Beijos.

LUX VARIEDADES disse...

Que poema bonito.

Abraços

EternaApaixonada disse...

Tive avarias no notebook, quase desisti de blogar, mas reconsiderei e cá estou para lhe deixar meu abraço amigo, desejar um ótimo fim de domingo e uma semana muito feliz!
Parabéns pelos lindos poemas!

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
e desta vez temos a Laranjinha de Parabéns... gosto do nome, faz-me lembrar uma história que ouvi logo desde criança... O meu pai dizia àquela que viria a ser a minha madrinha que ela era a laranjinha dele, é um nome que transmite carinho!

Beijinhos,
Ana Martins

FOTOS-SUSY disse...

OLA DANIEL, MAIS UM EXCELENTE POEMA AMIGO ADOREI!!!
VOTOS DE UM EXCELENTE DIA...
BEIJO DE AMIZADE,


SUSY

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Laranjinhas me lembram tanta coisa. Uma linda foto que eu tenho de uma moça laranjinha, a minha infância, onde havia um vasto pomar, a guerra das laranjas meninos x meninas, O Meu Pé de Laranja Lima, livro belíssima e telenovela bela por igual, de que jamais meu vou esquecer e, as flores de laranjeiras que enfeitam os casamentos de tantas moças casadoiras.
Lindo poema, amigo, obrigada por me oferecê-lo, já vou publicá-lo no POESIA.
Beijos,

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Já está publicado em nosso Blog.
Beijos,

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Daniel querido!
Bom dia! Vim convidá-lo para a festa que há no EU E DAÍ? 2 meses de vida e 3 000 visitas.
Beijos,
Renata
PS: Você está textualmente homenageado lá.

Everson Russo disse...

Rosas oferecidas, junto com um belissimo poema e comparada ao "luar da lua" não existe nada mais lindo a se dedicar a alguem,,,belissimo...parabens, otima semana pra ti amigo, forte abraço.

Eu sei que vou te amar disse...

Um poema que ultrapassa a beleza dos versos que vestem este sentir com um aroma de rosas!
Um beijo doce

SAM disse...

Que bonito, amigo Daniel!Tanta ternura! Sinto o perfume da flor de laranjeira e a lembrança da minha terra chamada outrora " A Terra dos Laranjais". Amei, amigo!


Beijos e meu carinho, sempre

* Obrigada pela carinhosa nomeação do selo Divã, amigo. Não pude postá-lo hoje porque meu blog está teimoso rsrs. Levei uma surra hoje para postar rsrs. Ainda no Sam com falhas. Assim que normalizar eu o postarei, com o mesmo carinho oferecido.

xistosa - (josé torres) disse...

Mais um hino a uma parte de nós.
Onde a beleza, a doçura, os encantos mil são exaltados.
Uma "laranjinha" no Alentejo, só pode ser doce...

Um abraço.

Everson Russo disse...

Um forte abraço amigo e uma bela terça feira pra ti...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Poeta, querido!
Passando aqui para desejar-lhe uma boa tarde e deixar o meu beijo. Tenho que sair, pois os Correios não me esperam. Depois eu volto e comento os seus outros posts, ok?
Mais beijos,

Irene Moreira disse...

Daniel Obrigado pela visita e comentário e aqui estou a te seguir e escolhi este poema que muito me tocou. Peço-te que me permitas em breve poder postar um de seus peomas em meus blogs. Abraços e bom domingo

PS E vou lá a ver seus selinhos.

EternaApaixonada disse...

Vim lhe deixar meu abraço amigo e desejar um ótimo fim de semana!
Beijos com meu carinho e admiração.