sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Poema


SARA

Numas férias de Verão
Fui até ao hemisfério sul
Tentava sanar a solidão
No país onde tudo é azul
Estava no Rio em Copocabana
Em terras do Cruzeiro do Sul
A nostalgia era sorte
Passando por São Paulo
Saltei fica a norte
Naquela praia em Santos
Era enfim dia de Sorte
Sara encontrei
O coração fez como que clique
De imediato me apaixonei
Num lance, amar até a morte
Prometi, jurei
Estava na frente de uma mulher
Como sereia, de repente me apaixonei
Sara formosa
Consentiu, numa prece beijei
Já amava, não devia
O coração traiu-me, eu sei
Sara beijei
Coordenadas de São Paulo estava a sul
Naquela praia de Santos
Vi todo o mundo azul

Daniel Costa

14 comentários:

Andresa disse...

Daniel ,

que econtro fascinante com Sara....momentos inesquesíveis!
Essa foto da orquidea rara e encantadora, uma das mais lindas, na minha opinião, deve retratar muito bem a Sara ( Rara, Linda e encantadora? )
Um grande beijo amigo
Andresa

Val Du disse...

Daniel

O Brasil é lindo! :)
Belo poema florido, azul, mar, amor...

A vida é bela!
Celebrar o amor é celebrar a vida.

É isso aí!

Beijos

VANUZA PANTALEÃO disse...

Daniel, meu amável amigo!
Sara, sarou seu coração e o nosso também.
Poema e imagem incríveis. Deixei no nosso novo post um pouco da gratidão pelo poema que nos dedicaste.
Um felicíssimo final de semana!!!Bjsss

FOTOS-SUSY disse...

OLA DANIEL, ENCATADORA FOTO E QUE BELISSIMO POEMA...SIMPLESMENTE FASCINANTE AMIGO!!!
QUE TENHAS UM EXCELENTE FIM DE SEMANA...
BEIJO DE AMIZADE E CARINHO,


SUSY

Pensador disse...

Um belo poema, desta vez com uma musa aqui vizinha...
Desejo-lhe um bom final de semana, Daniel.
Abraços!

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
os seus poemas ás Mulheres são de facto muito profundos e expressam sentimentos muito nobres.

Beijinhos,
Ana Martins

Desnuda disse...

Que lindo, Daniel! Como disse Ana, você é um homem que sabe retratar a alma de uma mulher. Sensibilidade e arte num lindo encontro pincelado pela cor azul, a real cor do amor. Belíssimo.


Casrinhoso beijo e ótimo fim de semana, amigo.

Sonia Schmorantz disse...

Confissões poéticas...
Um abraço, lindo final de semana

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Daniel:
Os homens realmente ficam deslumbrados quando vêem uma bela mulher saindo do mar ou andando na praia, ainda mais nos áureos tempos de Santos ou das praias de Copacabana no Rio. Vinicius de Moraes se encanta com todas e compôs "Garota de Ipanema", à Helô Pinheiro, a MUSA da época. O meu querido poeta não fica atrás do saudoso poetinha, como Vinicius gostava de ser chamado, pois cantou lindamente aquela que um dia viu, amou e nunca mais dela se esqueceu. Mas a vida me ensinou que tudo é possível. Portanto, talvez vc volte a reencontrar Sara, quem sabe?
Beijos, querido,
Renata Maria

Everson Russo disse...

Belissimo poema em terras tupiniquins, e como sempre uma sereia, musa e inspiradora,,,parabens pela inspiração, abraços amigo,otima tarde de sabado e obrigado pelas visitas e pelo comentario...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Daniel!
Fiz um comentário enorme e com afinco no "mundo e vida" e quando fui publicá-lo, apareceu: "Esta página está indisponível no momento". Preciso daquela soneca. Volto mais tarde. Já publiquei nos meus 3 Blogs por hj.
Lindo domingo para vc e os seus!
Beijos,

VANUZA PANTALEÃO disse...

Estou relendo e essa orquídea aqui, falando de ti...
Que dádiva ser tua amiga!!!

Andreza disse...

......mas

xistosa - (josé torres) disse...

Um clique vale mais que mil encontros.
É esse o momento que nos conduz pela vida fora.
Pelo que li e reli, quem tem um coração generoso, merece uma sereia.
Não como prémio, mas como partilha.
A vida é metade de cada um.
Um abraço.tion