segunda-feira, 21 de setembro de 2009

poema


HELÔ

Nome de vedeta italiana
Helô Spitali
É amiga muito bacana
Acena do Brasil
Do Estado de Minas Gerais acena
Do continente onde há deuses mil
Lembrar a bondade da Spitali
É recordar a amiga
De outro continente
É coisa persistente, é antiga
Lembrar a serena madrugada
Quando não chegara o cupido
Os bons dias atirava
Em boa hora a seta
A Minas Gerais chegara
Sempre a amizade
Porque pura não manchara
A Serena Helô
Por outros meios
De enviar recados não deixou
Recordar a amada madrugada
Grato sou
Recordar Minas Gerais
O mesmo que recordar a Helô

Daniel Costa


13 comentários:

EternaApaixonada disse...

Meu bom amigo Daniel

Amigo fiel já de longa data!
Que posso dizer senão o meu muito obrigada, pela gentileza ímpar!
Sua atenção com a amizade que dedica é sincera, generosa e realmente verdadeira!

Ainda não consegui dormir... Coisas do coração sentido... Deu-me então, um presente para a alma!

Não sou poeta, nada sou para lhe retribuir à altura... Mas aceite meu carinho sincero e votos que seja sempre essa pessoa maravilhosa que és! Otimista nato! Generoso a distribuir seu talento!

Tenha uma ótima semana!

Beijos da amiga cá do outro lado do mar,
Helô Spitali

Val Du disse...

Bom dia, Poeta e "Poema".
Parabéns!

Beijos

Everson Russo disse...

Meu querido amigo,mais uma belissima homenagem a uma musa, e dessa vez alem de musa, tambem mineirinha, daqui de perto de mim,,,muito bom...belos versos, desejo a ti uma semana de paz e inspiração, forte abraço...

EternaApaixonada disse...

Voltei para ler o poema...
Mais uma vez obrigada, meu caro Daniel!
E agradeço também aos comentários da Val Du e Everson Russo.

Boa tarde e início de noite!

(Aqui o mundo desabou... Uma tempestade de verão prematura, causada pela alta elevação do clima... Minha rua ficou literalmente inundada... Já está passando... Mas se repete o ano passado...)

Beijos

Helô Spitali

SAM disse...

Belíssima homenagem, como tem sido todas, Daniel! Adoro Minas Gerais e as pessoas mineiras são acolhedoras e com um jeitinho especial e encantador.


Trago esta poesia retirada do Sam numa postagem antiga .


SER MINEIRO

"Ser mineiro é não dizer o
que faz , nem o que vai fazer ,
é fingir que não sabe aquilo
que sabe , é falar pouco e
escutar muito , é passar por
bobo e ser inteligente , é
vender queijos e possuir
bancos .
Um bom mineiro não laça
boi com imbira , não dá
rasteira no vento , não pisa
no escuro , não anda no
molhado , não estica
conversa com estranhos , só
acredita na fumaça quando
vê fogo , só arrisca quando
tem certeza , não troca um
pássaro na mão por
dois voando .
Ser mineiro é dizer "uai" ,
é ser diferente , é ter marca
registrada , é ter história .
Ser mineiro é ter
simplicidade e pureza ,
humildade e modéstia ,
coragem e bravura ,
fidalguia e elegância .
Ser mineiro é ver o nascer
do sol e o brilhar da lua ,
é ouvir o cantar dos pássaros
e o mugir do gado , é sentir
o despertar do tempo e o
amanhecer da vida . Ser
mineiro é ser religioso e
conservador , é cultivar as
letras e artes é ser poeta e
literato , é gostar de política ,
é amar a liberdade , é viver nas
montanhas ,
é ter a vida interior ,
é ser gente " .


Fernando Sabino


Um beijo Daniel e um grande beijo a mineira Helô! Parabéns!

EternaApaixonada disse...

Obrigada Sam!

O amigo Daniel é de uma simpatia imensa mesmo!
E que gentileza sua trazer Fernando Sabino em uma poesia que diz tanto aos mineiros!

Beijo para você também.

Helô Spitali

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
A Helô é pois uma amiga comum e por sinal muito querida!

Gostei de ler esta merecida homenagem!

Beijinhos a ambos,
Ana Martins

Andresa disse...

Que lindo poema dedicado ao uma bela amiga.

Bjs

Andresa disse...

Que lindo poema dedicado ao uma bela amiga.

Bjs

Everson Russo disse...

Uma belissima terça feira pra ti meu grande amigo poeta....abraços...

FOTOS-SUSY disse...

OLA QUERIDO DANIEL, MARAVILHOSO POEMA, DEDICADO A UMA BELA PESSOA E AMIGA EM COMUM, FASCINANTE AMIGO...
QUE TENHAS UMA OPTIMA TARDE!!!
BEIJOS DE CARINHO,


SUSY

xistosa - (josé torres) disse...

Quando à escrita se junta o coração só pode sair um poema assim.
Mais uma homenagem à nossa meia parte.

(não tenho aparecido.
Tive que fazer uma revisão, por causa da arritmia.
Estou de "férias" no S. João - hospital - mas para ser controlado mais de perto.
Não deve dar para partir, mas o melhor é prevenir)

Um abração.

Everson Russo disse...

Amigo poeta, passando pra deixar um forte abraço e desejar um belo dia de paz e poesia...