A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

terça-feira, 25 de maio de 2010

Poema


ERUDIÇÃO

Meditar será condição
Dentro da cultura
Em que lugar colocar a erudição
Estaremos em frente dum erudito
Se o virmos falar de literatura
História antiga como se fora perito
Falará na matéria de modo vivaz e sumário
Percebe-se que refere eras antigas
Não raro com saber hereditário
Terá cultura académica
Que mais lhe acentuará o breviário
Será diferente de outros tipos de cultura
A naif, a autodidacta também
O homem sonha e chega à altura
A dose de loucura à mistura com talento
O que cria novos valores é o sábio
Ao mundo traz novo alento
Valores que não existiam
Tudo isto é ser culto e ter talento
Procurar sempre sorrir ver e ir longe
Olhando um mundo desatento
Devemos ver nestas mentes
Tenaz e vivo exemplo

Daniel Costa

20 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Brilhante poema! E nos faz refletir, esclarece.
Aprendemos muito com os livros mesmo. É bom. Porém, há os que não têm condições para tanto - o que não é o caso de muitos que freqüentam as suas casas - e aprendem muito mais, pois a melhor escola é a Vida, é pôr o pé na estrada e não ficar com a cabeça enfiada nos livros, ou, como diria um grande professor de Filosofia que tive na USP, não passaria de cultura axilar.
Beijos Daniel e o meu respeito imenso.

Reflexo

@ by Renata M. P. Cordeiro


Voltado para o rio

Espelha meu reflexo

Há sol nos meus olhos

Orvalho nos meus cabelos

Sobre um leito transparente

De espumas e rochedos

Numa doce manhã

Para-além dos caminhos

Do perfume inebriante

E o delicado das flores

Selvagens qual doce mel

Uma corrente comum desencadeada

Passa pelo traço da minha imagem

Quantas folhas douradas,

Decorando os bosques

As grandes árvores mostram sua perfeita silhueta

Ao doce reflexo da imagem cujos contornos

Me libertam dos pensamentos

Vivi intensamente*

Bom Dia, querido Poeta e amigo******
Renata

Mariazita disse...

Olá, Daniel
Um poema que diz muito, estabelece claramente a diferença entre erudição, cultura e saber.
Gostei muito.

Acerca de João Villaret que postei no LÍRIOS foi retirado de um CD que tenho "João Villaret no S.Luís" - provavelmente é o mesmo que tu tens.
Primeiro retirei o som do CD para o pc. Depois alojei-o na Net, que me forneceu o código. Depois...postei-o.
Fou um post um bocadito trabalhoso, mas que me deu muito gozo fazer. E, modéstia àparte, acho que ficou bonitinho :)

Beijinhos

lita duarte disse...

Daniel,

Que maravilha!

Beijos.

Elaine Barnes disse...

Uma beleza esse post. Conheço gente muito culta,mas de inteligencia emocional curta. Amei! Montão de bjs e abraços

http://asmeninasdoblog6.blogspot.com/

SAM disse...

Querido amigo,

um poema brilhante onde você não só identifica como distingue muito bem a diferença, como bem disse Mariazita , entre a erudição, saber e cultura. A cultura é questão de oportunidade ou um objetivo a ser alcançado com persistência e determinação . Mas não é de forma alguma um indicativo dos valores morais e éticos que constituem riquezas do ser humano. Um “ olhar naif” tem profunda sabedoria. A Natureza é perfeita e sábia e o homem que a observar com este olhar perceberá e sentirá muito mais respeito e compreensão não só pelo planeta, mas por todas as pessoas. Acho que já discorremos sobre o assunto pelo msn e talvez, o poeta com seu talento e observação, inspirou-se ou já tinha feito este belo poema.

A minha ultima postagem do mês de maio, já programada e que acabei de publicar, vem coincidentemente, a propósito do tema. É um poema lindíssimo do poeta mais popular do Brasil, o cearense Patativa do Assaré, comparada a sua poesia à beleza do canto da ave pataiva. Passou somente seis meses na escola. Isso não o impediu de ser Doutor Honoris Causa de pelo menos três universidades.

Beijos, querido amigo.

Pérola disse...

Obrigado meu querido pela visita.
Seu poema é belíssimo,parabéns por tanto talento.
Beijokas.

angela disse...

Lindo poema feito com muita sabedoria.
Encantam-me sua criatividade e sensibilidade.
beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, querido! Pra vc, o Poeta do Amor, o poema do Amor!

O poema que o poeta propositadamente escreveu

só para falar de amor,

de amor,

de amor,

de amor,

para repetir muitas vezes amor,

amor,

amor,

amor.

Para que um dia, quando o Cérebro Electrónico

contar as palavras que o poeta escreveu,

tantos que,

tantos se,

tantos lhe,

tantos tu,

tantos ela,

tantos eu,

conclua que a palavra que o poeta mais vezes escreveu

foi amor,

amor,

amor.

Este é o poema do amor.
António Gedeão************
Bom Diaaaaa
Beijosss

Everson Russo disse...

Um belissio poema,,,como sempre,,,sabias palavras escolhidas pelo poeta...abraços fraternos de bom dia.

poetaeusou . . . disse...

*
a Erudição,
está expressa em ti
na sabedoria dos teus textos,
na sapiência os teus poemas,
no mar de conhecimento que és tu !
,
um abraço,
,
*

SAM disse...

Querido amigo,

por isso gosto tanto de conversar com você, Daniel. Sei disso ( sobre escrever mentalmente) rsrs, por isso me adiantei hhahahaha. Tenho a sensibilidade aguçada e o amigo também já percebeu isso rsrs. Por isso nossas conversas são sempre excelentes e produz bons frutos, para ambos. Beijos, com carinho, querido e admirável amigo.

Everson Russo disse...

Um forte e fraterno abraço de bom dia pra ti amigo poeta....

Whispers disse...

Querido Daniel,

Desculpa ter andado meia sumida,por vezes a vida diz que temos que andar ao favor dela e como ela quer.

Teu poema demonstra a tintura das palavras, o gosto pelas letras e a alma de poeta que es.

Mil beijos com amizade
Rachel

Pérola disse...

Vim te deixar o meu beijo amado.
Obrigado pelo seu carinho.
Beijokas

Marta disse...

E um bom sorriso também é preciso....
No meio dos livros...encontrar textos que falem de alegria ao coração....
Obrigada pela visita, pelo apoio...
Ainda estou muito zonza...
Beijos e abraços
Marta

Felina Mulher disse...

O teu talento é inagualável Daniel.

Belo Poema.


Um beijo....muitos beijos.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Beijos, meu querido*
Renata

MARENI BANDEIRA disse...

Pensamentos...meus ! Roda ...roda...ciranda , cirandinha...
Aqui estou perdida em meus pensamentos,relembrando o que fui ! Menina levada sempre fiz o que quiz .Aproveitei muito ,mas levei muitos tombos ! E quem queria saber se ia se dar bem ou levar pela cara ? Quando se é jovem pensamos que tudo vai dar certo ,que nós somos imortais e que nunca iremos perder as pessoas que amamos .Minha mãe ,há minha mãezinha ! Ela sempre dizia :( Minha filha, tu sempre foi teimosa ! Nunca aceitou receber ordens desde pequeninha ...) Minha vida foi um sonho ! Vivi intensamente ! Sonhei ,amei ,chorei,sofri ! Mas me diverti muito ! E agora que que eu faço com tantas saudades daqueles tempos ? Minha cabeça é de menina ,continuo não aceitando ordens ! Detesto obedecer ,há essa minha cabeça de menina ! Que me leva para o mundo dos sonhos ,das fantasias ! Á essa minha cabeça de menina, que me tira da realidade para viver no mundo da fantasia e viver sonhos que já vivi !Meu corpo já não é de menina ,está envelhecendo !Eu sei é a lei da vida ,da gravidade .Que que eu faço com a menina que habita em mim ?Deixo ela no esquecimento ? Ou envelhecer junto comigo? É bom ser esta menina e viver na fantasia ! Trocar de personagens , rostos ,roupas e voltar com esta menina áquele tempo que eu pulava ,dançava.Brincar junto com esta menina e voltar a brincar de roda ,atirei o pau no gato ,pega-pega...Eu brincava com minhas filhas ,andava de bicicleta ,agora o corpo cançado os pés mal podem caminhar e a cabeça á essa cabeça ! Continua a rodopiar ,roda..roda e os pensamentos vem ! Minhas viajens ,como percorri estes estados e alguns países .Por mares nunca naveguei ,mas os ceus eu rasguei ! Subi em cima das nuvens .... Conheci muitas pessoas ,muitos lugares ...e em cada lugar uma lembrança que levo para a eternidade .E agora que que eu faço com esta menina que hábita em mim ?Continuo com ela para sempre ? Ou a deixo cair no esquecimento ? Roda...roda os pensamentos as fantasias ,os sonhos e a realidade ! Eu estou aqui em meus pensamentos .... Mareni Bandeira

Everson Russo disse...

Um fraterno abraço ao amigo pra desejar um belissimo final de semana...



p.s. gostaria de contar com uma contrbuiçao sua, me informe por gentileza, quando tiver um tempo disponivel, se tem encontrado alguma dificuldade em abrir a pagina do Livro dos Dias e comentar...obrigado e abraços.

Everson Russo disse...

Abraços fraternos ao meu amigo poeta e o desejo que tenhas uma belissima semana.