sexta-feira, 14 de maio de 2010

Poesia


OBRIGADO RENATA




A EMBOSCADA

Acordou-se naquela madrugada
Não houve qualquer toque de cornetim
De imediato se tomou a picada
O anjo azul fez uma pausa na alegria
Passava-se numa curva apertada
Eram cinco de Abril, do covil
Saíram muitos disparos era uma emboscada
Quarenta e nove minutos durou a peleja
Despontava a alvorada
Era a guerrilha em África
A tropa ripostou forte, ainda que ensonada
Ainda estava longe o Mucondo
Era a guerrilha em África, era uma emboscada
Acudiram helicópteros, chegaram aviões
Era a picada onde se encetava a rota para o sul
Os aviões, no capim, na mata lançaram canhões
O mundo sossegara, pairara de novo o anjo azul
Seguiu-se à emboscada
O céu, a atmosfera cinzenta negra
E uma ininterrupta chuvada
O caminho, o trilho do inferno
Durou até à seguinte madrugada
Até Mucondo meia dúzia de defuntos
Seguiam escoltados em carrada
Parou-se, apetite tanto
Em Mucondo tudo se esgotou, até a goiabada
Em estrada macadamizada esvoaçava o anjo azul
Despontava nova alvorada
Vislumbrava-se o sonho Luanda e a zona sul

Daniel Costa

16 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema, querido! Suas memórias são maravilhosas. Parabéns!
Acabo de fazer este post nos Slides, porque estou cansada e saio. E vem bem a calhar.
Beijos, meu amigo.
***********

NÃO EXISTE GUERRA SANTA. NENHUMA GUERRA SE JUSTIFICA. SE HÁ GUERRAS, SÓ O AMOR AS VENCERÁ. NÃO REPITAMOS OS ERROS. É HORA DE APRIMORARMOS O MUNDO. OU MELHOR, CONSTRUIRMOS UM MUNDO MELHOR, TENHO POR BASE/*ARMA*, QUE SEJA, O AMOR, A LIBERDADE, A PAZ E A FÉ, NÃO IMPORTA QUAL, POSTO QUE SOMOS TODOS UM.




Eu quero estar com você

Até nós sermos um só

Até meu corpo saber o seu de cor

Eu quero estar com você

Até jamais saciar

Até ninguém me querer

Até ninguém mais te olhar

Até a gente viver

Até poder sonhar

Eu quero estar com você

Até nem sermos mais sós

Até o amor não poder viver sem nós

Eu quero estar com você

Até teu rosto enrugar

Até envelhecer

Até não se acreditar

Até a gente morrer

Um sim cantar

e como magia

me torno eterna

Cláudio Nucci / Paulo César Pinheiro

Tenhamos excelentes Dias.
Renata
PS: Não pegou o selo de visitas do Eu e daí? É um selo brincalhão:)))

Jacque disse...

Texto interessante amigo Daniel.

Beijo

...sim ao amor... disse...

Uma beleza tudo aqui, Daniel.

Final de semana poético!
Shirley

Pensador disse...

Daniel,
Você consegue um feito que eu sempre julguei impossível, extrair poesia das loucuras da guerra.
Abraços, um bom final de semana!

lita duarte disse...

"LUANDA AZUL"
Tenho minha Luanda no coração.:)

Daniel, você é mesmo surpreendente.

Abraços e beijos.

Sandra Botelho disse...

Simplesmente apaixonante.
Bjos achocolatados

Jacque disse...

Vim convidar pra ver meu vídeo novo, no Blog que tu segues........ BLOG: SENTIMENTOS.
http://sentimentos-jacque.blogspot.com/

Bom Fim de Semana

Sonhadora disse...

Meu amigo
Como eu compreendo o seu belo poema.
Estive no Leste de Angola em 1971, e lá havia o que descreve no seu poema.

Beijinhos
Sonhadora

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Daniel querido.

*Todo dia ela acordava bem cedo
Ao primeiro raio de sol
Levava seu coração ao jardim
Encontrava paz num beija-flor
E no intenso perfume de jasmim
Sentava num banquinho
Onde via tudo ao redor
Olhava atentamente o sol
Esperando por um mundo melhor
Tinha muita curiosidade na linha do infinito
Que do alto do horizonte
Um dia o amor ouvisse seu grito aflito
Seus cabelos ao vento
Eram de pura alegria
Os contornos do seu corpo
Eram sonhos e era poesia
Seu rosto lembrava um anjo da manhã
Seus olhos verdes
Como uma folha de hortelã
Mas algo estava errado
Um toque de tristeza que não tinha explicação
A menina carregava cuidadosamente nas mãos
O seu triste coração
Carregava e cuidava
Não queria mais o ver sofrer
E na ansiedade dos dias
Ela se fazia menina triste sem saber
Triste na paz do jardim
Triste aos raios de sol
Triste para o mundo enfim
Que essa menina encontre o amor
Antes que chegue o luar
Pra que ao primeiro minuto do sono
Ela tenha coisas boas a sonhar.
A Menina Triste*
By Everson Russo

Beijos
Boa Noite

PS: Acabei de tomar um banho difícil *credo* e amanhã vou sair pro cinema, feito criança, com o meu sobrinho, 18 anos! Não vou publicar mais. Se puder passo e venho dar-lhe Bom Dia, caso contrário, já estamos noutro dia. Ptto, Bom Dia, meu querido!

Everson Russo disse...

Interessante essa tragica narrativa de guerra,,,nas palavras do poeta até a guerra fica bem definida....abraços e um belo final de semana pra ti amigo,,,

Olhos de mel disse...

Meu querido amigo; triste e em suas mágicas palavras, tão belo. Concordo com Renata; nada justifica uma guerra.
Bom fim de semana! Beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Para ti... um beijo



CORAÇÃO VERDE


Peguei no meu coração
E tentei que se fechasse...
Peguei numa chave brilhante...
E tentei que ele não sofresse...


Mas o meu coração é mole...
O meu coração é Verde
E está cheio de Esperança...
E também de boa fé...


E acredita... que aqui...
Não precisa de chave
E vai continuar a ser Verde...
Porque o verde da esperança...
Mistura-se com o
Vermelho do sangue

LILI LARANJO

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Daniel!

*Mais um beijo, querido,
Mais um olhar
Só isso, querido*

Boa Noite!

Maria Soledade disse...

Querido Daniel: Conseguiste transpor para poesia um triste cenário dessa malfadada guerra.Ao lê-lo,tive a convicção de viver cada momento, cada traçado dessa emboscada. Simplesmente Belo,apesar de todo o drama que encerra.

Parabéns/Beijinhos

Desnuda disse...

Querido amigo,

um relato forte, sem dúvida. E voce descreve maravilhosamente bem.

Beijos, com carinho.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, Daniel querido!

Escutando no vento
Tua voz secreta
Que me sopra por dentro
Deixa-me ser só seu
No teu colo eu me entrego,
Para que me nutras
E me envolvas
Deixa-me ser só seu

Um ponto de luz
Que me seduz
Aceso na alma
Um ponto de luz que me conduz
Aceso na alma

Por trás dessa nuvem
Ardendo no céu
O fogo do sol raia
Eternamente quente
Liberta-me a mente
Liberta-me a mente

Um ponto de luz que me seduz aceso na alma
Um ponto de luz que me seduz aceso na alma

Sara Tavares.

Tenha um Belo Domingo.
Beijossss