A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 31 de maio de 2010

POEMA NINHOS E PÁSSAROS




NINHOS E PÁSSAROS

Com o mundo animal irracional
Excepção para os passarinhos
A vasta relação não terá sido normal
Dos pássaros procurei ninhos
Um dos brinquedos de quando garoto
Os pássaros degustar fritinhos
Depois de achar e cuidar dos ninhos nos vinhedos
Não pensem mal
Na época, no lugar e no tempo
Tenra idade, tudo foi normal
A sensação de aventura
Viver no e do reino animal irracional
Não havia animais de estimação
Começo: aquando muito garoto
Era Domingo, visitava um tio
Fui abordado pelo cão de guarda, o piloto
O guardião retraçou-me a roupa de fio a pavio
A mãe vestia-me a preceito
Antes de entrar na casa do tio
Houve que retroceder, esconder o peito
Os encantos passaram a ser plantas, o fio
Onde chilreavam passarinhos, fazendo efeito
Na serena Primavera,
O seu canto, seus ninhos,
Tornavam o mundo um sonho, uma quimera
A fazer sonhar, debaixo da grande figueira
Um melro de bico amarelo
Juntava-se às aves de capoeira
No mesmo recipiente água aparecia a beber, o marmelo!...
Visando apanhá-lo e aprisioná-lo numa gaiola
Construí uma armadilha
Apanhá-lo vivo consegui, deuses!... como fui artola!
Preso entristeceu, a tremer como pilha
Deixou de ser belo, bonito
Até que… de tristeza morreu
Seu destino foi ser deglutido frito
O seu destino foi o natural

Daniel Costa


13 comentários:

Elaine Barnes disse...

Tudo tem sua época e sua cultura. Meu pai qdo eu era pequena,viajava com amigos dias a fio para caçar os animais silvestres da nossa fauna. E é claro que matavam os pobrezinhos passaros para comer. Abomino isso pois amo os animais,porém tudo passa e eles também passaram a preservar a fauna depois de mais maduros. Muito lindo seu poema. Montão de bjs e abraços

Sandra Botelho disse...

Como os passaros nós sem liberdade, morremos, podemos não morrer fisicamente mas a alma morre.
Lindo demais teu poema.
Bjos achocolatados

angela disse...

Coisas de menino criado solto na natureza. Fazia parte da infância.
Lindo poema.
beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo, querido! Os seus poemas são o reflexo da sua linda Vida***********
Beijos********

*Há uma rosa linda
No meio do meu jardim
Dessa rosa cuida eu
Quem vem cuidar de mim
De manhã desabrochou
À tarde foi escolhida
Pra de noite ser levada
De presente a minha amiga

Feliz de quem possui
Uma rosa em seu jardim
A minha amiga com certeza
Pensa agora só em mim
Quando sopra o vento frio
E o inverno gela o jardim
Eu tenho calor em casa
E fico quietinho assim

Feliz de quem tem o seu teto
Pra ajudar a sua amiga
A fugir do vento ruim
Que deixa gelado o jardim

Macalé e o Bertold Brecht*

Bom dia, cheguei tarde, sempre quando dá, então Boa Tarde, Bons Dias sempre!

Mariazita disse...

Olá, Daniel
Graças a Deus foi uma brincadeira que passou de moda - pelo menos é o que eu penso.
Nunca fui capaz de comer passarinhos fritos, embora noutros tempos fosse moda...
De qualquer modo, acerca de um assunto que não me é paricularmente simpático :) fizeste um lindo poema.

Beijinhos

Vou agora à Renata, que me perguntou por ti. Ela não explica o que se passa, apenas pergunta, no comentário que deixou na CASA: "o que é feito do Daniel?"
Vou lá dizer-lhe que estás bem.

Mariazita disse...

Rsrsrsrsrssssssssssssss
Sou eu outra vez.
Enquanto estive escrevendo o meu comentário, entrou um da Renata!!!
Já não preciso ir lá dar-lhe notícias tuas.
+ 1 beijito

lita duarte disse...

Daniel,

Que imagens lindas.
O poema é muito lindo.

Beijos.

Everson Russo disse...

Eu confesso ser admirador de todos os animais em seu proprio habitat...nunca fui um caçador,,,,acho belissima a conduta dos passaros em cuidado com os filhotes, na construção de ninhos,,,,coisas de Deus......abraços fraternos amigo e uma bela terça feira.

Desnuda disse...

Querido amigo,

mais um brilhante poema. E o amigo tem razão...Houve tempos que não tínhamos o discernimento de hoje, que aliás os pequeninos desde cedo estão aprendendo. Melros são lindos! Lenbro que comia pombinhos fritos com batatas fritas rsrsrs.


Beijos, amigo querido.

Laurita disse...

Tudo isso meu amigo fazia parte de uma infância que passou por nós. Adorei. Beijos

Lúcia Leme disse...

Lindo poema!!

bjus

Marta disse...

Tudo tem um começo, um meio e um fim....
O que interessa é a luz...a que está dentro de nós, a que encontramos no dia a dia...
Obrigada pela visita e partilha do poema que adorei.
Beijos e abraços
Marta

Everson Russo disse...

Um abraço fraterno pra ti amigo pra desejar um belo dia de paz e serenidade...