A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 19 de setembro de 2010

POEMA FALECEU A GLÓRIA


FALECEU A GLÓRIA

Foi em sete de Fevereiro o nascimento
Dia de mil novecentos e quarenta e cinco
Como foi a dia não recordo, apenas o envolvimento
Do acto, da loja da Tilde e do açúcar
Ficou ali sede de mais uma senha de racionamento
Dos que a Grande Guerra ocasionara
O único que havia no momento
O quarto rebento teve registo imediato
O necessário para ter direito à senha
Que para o agregado era um preciso acto
A senhora que era então bebé faleceu
Em dezasseis de Setembro foi facto
De dois mil e dez feneceu
Triste lance dos que a vida sempre reserva
Um momento triste que condoeu
Fui recordando no que a memória me preserva
Ali na, na cidade de Peniche, aldeia da Bufarda
Sentado junto a igreja da terra
Da Senhora do Rosário, de grande religiosidade
Na extensa Rua, hoje do mesmo nome
Rememorei actos dessa tenra idade
Aquela Rua então térrea
Está alcatroada como a de uma cidade
Onde circulavam carros de bois
Rebanhos de caprinos de verdade
Os campestres e humanos assobios
Eram um louvor à campesina felicidade
De repente do torpor acordei
Tinha percorrido já toda a Rua que dá ao Casal Maio
Tinha-se finado a irmã Glória, ali ficou, eu sei
Um infausto acto que vivi
Jamais esquecerei

Daniel Costa

18 comentários:

Everson Russo disse...

As pessoas que veem pela nossa vida ,nos ajudam a escrever uma historia,,,ficam no coração e na memoria, e por fim, viram anjos pra cantar e encantar nos ceus....abraços meu amigo,,,força sempre,,,uma bela semana de paz.

Marilu disse...

Querido amigo, com certeza a Glória agora é uma linda estrelinha brilhando no céu. Mas a saudade continua e vai ser eterna no coração daqueles que a amaram e amam. Que Deus console seu coração. Beijocas

poetaeusou . . . disse...

*
sublimes memórias,
bem-hajas,
,
abraço
,
*

xistosa - (josé torres) disse...

Não tenho muito jeito para estas coisas, tanto mais que nasci um ano depois e espero andar mais uns anitos.
Mas temos que nos habituar ao fim ... é isso, uns vão à frente ...outros ...
Espero que a dor passe, que a vida é para se viver.

Uma boa semana, dentro do possível.

angela disse...

Querido amigo dias tristes os seus. Só posso dizer que pense na felicidade de te-la tido por perto, por te-la conhecido e ter compartilhado com ela muitos momentos na vida é sempre assim que me consolo quando penso nas pessoas que amo e que já se foram.
Fique com Deus.
Um grande abraço.

Maria Soledade disse...

Ai meu Amigo Daniel;O que dizer numa altura destas?Como eu compreendo a sua dor!No dia 11 de Agosto, vi partir a minha Mãe, e no dia dezasseis de Setembro fez 26 anos nesse Céu ,o meu sobrinho Bruno que faleceu em Novembro passado!Também lhe dediquei nesse mesmo dia 16 de Setembro um pequenino trabalho de forma a que ele percebesse que aqui neste pedaçinho de Terra nos lembramos dele. Fica a enorme saudade meu querido Amigo mas, eu costumo dizer que quem nós Amamos JAMAIS MORRERÁ...

Um grande beijinho à Glória que hoje é mais um Anjo nesse Céu azul.Para o Daniel, um beijo enormeeeee e...MUITA FORÇA

Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti amigo,,,muita paz e serenidade na alma...abraços fraternos e obrigado pelas palavras no Livro...

lita duarte disse...

DANIEL...


ABRAÇOS.

Mariazita disse...

Meu caro Daniel
Começarei por apresentar os meus sentimentos pelo falecimento de tua irmã.
Nesta vida nem tudo são rosas; também temos que suportar os seus espinhos.
Tua irmã está bem, e sente-se, por certo, orgulhosa da linda homenagem que aqui lhe prestas.

Beijinhos amigos

Fátima disse...

Daniel,
Um abraco sincero.

Fernanda disse...

Amigo Daniel!

Todos nós temos recordações idênticas.
O meu anjo é o meu pai.
Enquanto viveu, protegeu-se sempre, foi sempre o meu herói...agora, como dantes, é a luz que guia. Sinto-o.

Beijinhos

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
os meus sentidos pêsames, a dor da perda é indescritível, mas temos que ser fortes e viver com as recordações e saudades.

Deixo um beijinho amigo,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Everson Russo disse...

Um belissimo dia de paz pra ti amigo,,,abraços fraternos...

Marta disse...

Lamento imenso, Daniel...
Este ano também não foi fácil para mim, pois perdi a minha Mãe....
O que importa é pensar que estejam onde estiverem estejam felizes....
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

Vanuza Pantaleão disse...

Querido Daniel,
Só agora vou recobrando as forças que a gripe está a me roubar. Quis vir aqui ontem, mas já estava tarde e tudo se complicou. Mas já passou!

Sei que te referes a um ente que já partiu, tua irmã. São as dolorosas perdas que a vida nos obriga a aceitar. É duro! Difícil!
Mas aceite, amigo. Ela não há de querer te ver chorar...

Um beijinho no seu amável coração!!!

mundo azul disse...

_________________________________

Uma linda homenagem a quem se foi...Gostei do seu poema, Daniel!


Beijos de luz e o meu carinho...


_________________________________

Everson Russo disse...

Uma belissima quarta feira pra ti amigo,,,abraços fraternos...

Desnuda disse...

Querido Daniel,

meus sinceros sentimentos pela perda física da sua querida irmã.

Um terno abraço, querido amigo.