A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

POEMA SINAL DA CRUZ


SINAL DA CRUZ

Escrevem eruditos. o sinal da cruz
O símbolo da cristandade
já existia antes de Jesus
Adoptado até por malfeitores não terá idade
Medito no assunto esperando uma luz
Sinal que não encontrei na cidade
Porém no meu Oeste natal
Só não comi o “pão que o diabo amassou” até á maioridade
Porque quem o cozia e era a mãe que nunca usou mal
Sempre pão de farinha de milho, mais a norte broa
À boca do forno na testa fazia o sinal
Não o faria à toa
Em todos os pães, com a ilharga da mão
Desenhava uma cruz em cada broa
Porquê nunca saberia de antemão
Um significado teria
Teria passado de geração em geração
Confesso, meditava mas também não sabia
Só que por ali proliferava a religião
A Católica Apostólica Romana
Porquê o sinal de cruz no pão não se sabia
Haveria uma fé insana
Vida dura, pouco sadia
A cruz ajudaria a senti-la mais humana
Talvez se intuísse que Deus o gesto apreciaria

Daniel Costa


13 comentários:

Sandra Botelho disse...

Sabe amigo, eu sempre tive essa curiosidade
dai decidi pesquisar a respeito.
Tipo indo a fundo no significado das palavras.
Por incrivel que pareça, descobri que Jesus não foi pregado em uma cruz, mas sim em um madeiro.
Um tronco . mesmo porque se tivesse sido pregado em uma cruz, com pregos nas mãos, as maos seriam rasgadas pelos pregos e não suportariam o peso do corpo.A cruz por incrivel que pareça(repito), veio de uma religião pagã que adorava o deus Tusmã.
Então na verdade era um T que os cristãos adotaram como simbolo de adoração e ainda o ligando a Jesus.
Bom isso foi o que descobri depois de muito pesquisar.
Por isso não uso e nem idolatro a cruz.
mas respeito os que a veem como simbolo sagrado.
Mesmo que Jesus tivesse morrido em uma cruz, não seria incoerente, adorar, algo que "causou a morte de dele?.
Bom a fé não se pode e nem se deve discutir não é.
Bjos poeta.

Marilu disse...

Querido amigo, minha mãe fazia a mesma coisa quando colocava o pão no forno, dizia que era para que o pão crescesse e ficasse bonito. E também porque o pão é um dos símbolos da Igreja Católica...Beijocas

Marta disse...

Interessante o teu poema...
Nunca pensei muito nisso, devo confessar....
Obrigada pela partilha e pela visita (há um novo poema no Com Amor).
Beijos e abraços
Marta

SAM disse...

Querido amigo,

que bonita e interessante estória neste poema! O pão tem uma bela simbologia que é a da fraternidade.


Carinhoso beijo, amigo.

Everson Russo disse...

Interessante meu amigo,,,eu pra te ser sincero nunca entendi bem esse siimbolo...abraços fraternos de bom final de semana .

Bandys disse...

Daniel,
Que interessante. Eu não sabia disso.

Hoje deixo um poema pra você:

Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

Charles Chaplin

Beijos e um fds de muita paz

lita duarte disse...

Sem fé a gente nem para em pé.

Sem fé é impossível agradar a Deus.
Que Deus? Aquele que nasce de dentro de nós; assim c/ necessitamos de ar... sem ar agente morre. Logo: sem fé a gente não para em pé, hehehehehe.

Beijos Daniel!
Adorei o post.
Vc é DEZ!!:)

Maria Valadas disse...

Daniel, muito interessante este teu poema. Na realidade, nunca tinha pensado no assunto... mas, amanhã vou pesquisar sobre este tema.
Bem- Hajas por transformares um poema num tema para reflectir.

Bom fim de semana.
Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Adorei, Daniel! Estou gostando muito destes seus poemas, em que vc mescla o cinema. Isso é Arte Vida, ou melhor, já é a Vida quase transformada em Obra em de Arte, ideal de Ghandi. Pouco importa a cruz, que vem bem antes de Jesus. A suástica, por exemplo, tem a mesma origem, bem como a estrela de Davi.
Parabéns, querido!


A solidão e eterno desencanto do Homem


Solidão,
Aqui estão as minhas credenciais,
À tua porta, venho batendo
Já faz algum tempo
Acho que passaremos juntos por temporais,
acho bom que tu e eu nos vamos conhecendo.


Cá estou
O que tenho são as minhas cicatrizes
Palavras sobre papel pautado
Faz ouvidos moucos ao que dizem
Tu me acharás
Em tudo o que eu não digo.


Já passou
Já deixei para trás o que denigra
A ilusão de que viver é (in) dolor
Que estranho que sejas tu
Quem me acompanhe, solidão
a mim, que nunca me soube bem
estar sozinho.


***

Espera-me!!!
ouve ele ao longe...

By Renata Cordeiro

Beijos, Anjo*******
Tenha um Lindo Dia! Apareça!

Jacque disse...

Oi Daniel !!!!!!! Que lindo Poema, interessante.
Eu tb já vi as pessoas fazerem o sinal da cruz no pão.......
Obrigada pela visita e comentário, eu tinha mandado um correio pra ti, mas voltou. Eu não sei se mudaste de endereço........

Beijo

Everson Russo disse...

Um belissimo sabado cheio de paz e poesia pra ti amigo,,,abraços fraternos...

Whispers disse...

Querido Daniel,
Vou de ferias, mas antes de partir nao queria deixar de vir te ler e agradecer pelo carinho que me tens demonstrado.
Teus poemas sao hinos de amor e carinho.
Mil beijos em ti meu amigo
Rachel

Pensador disse...

De fato, podemos dizer que o Cristianismo "apoderou-se" de um símbolo que já era conhecido muito tempo antes de Cristo.
Agora, quanto aos pães, desde criança sempre vi ser feita uma cruz sobre eles, em especial os que eram moldados redondos. Nunca soube a razão, se existe ou é tradição...