A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

POEMA AMOR INESPERADO




AMOR INESPERADO


O poeta enlevado
Sua trova trauteava
Amor inesperado
Num sonho que o elevava,
Regalado,
O brilho do luar olhava,
Fascinado,
Sonhava!
Adaptado,
O anjo, o seu sono expiava!
Arrazoado, delineado,
Profetizava,
Elevar o sonhador, aerotransportado,
Adaptar o poeta Idealizava,
O fazer subir numa cápsula de foguetão,
A mesma que na galáxia o voo profetizava!
No sonho o poeta se sentia orgulhoso,
Cujo orgulho mais aumentava
Voava num frenético gozo,
Eis que, bem enquadrada!
Por um bosque, frondoso
A bonita mulher numa praia posava
Eu, o poeta, a desejei num amor portentoso
O nosso olhar se encontrava
Olhar que não era sinuoso,
Com a brancura leve de sua capa contrastava,
Me senti venturoso
Logo após, no meu espaço acordava,
Suspiroso!
Perdia o “elan” e me sufocava,
Quando senti o anjo esplendoroso,
Que me abanava,
Olha … Aqui tens a mulher, anjo amoroso!
Amava, o gozo e o vivenciava:
- Amor audacioso!
Delicioso, auspicioso!

Daniel Costa

CONVIDO TODOS OS AMIGOS A VISITAR O MEU BLOG MUNDO E VIDA. ESTÁ COM A HOMENAGEM QUE SEVERA POSTOU NO SEU FOLHAS DE OUTONO, AO AUTOR DE "POEMAS DE UM HOMEM SÓ". FOI POSTADO MAIS UM POEMA. POR TUDO, VALERÁ A PENA,






8 comentários:

Fernanda Oliveira disse...

Boa tarde amigo Daniel! Quem é está menina de branco? Seria ela sua musa
Que te fez compor um poema de Amor Inesperado?
Parabéns amigo Daniel pelo poema. Escreves como um perfeito cavalheiro, escreves como muita sutileza.
E parabéns a amiga Severa pelo seu encanto. Beijos com carinho de Fernanda Oliveira

edumanes disse...

Amor inesperado
Acontece com surpresa
Na natureza encontrado
Com o desejo da beleza.

Num sonho imaginado
Na profunda ilusão
Amor inesperado
Deixa triste o coração!

Imaginação do poeta
Ao escrever o que sente
Imagina seca a floresta
Mesmo que esteja verde!

Orgulhoso do que escreve
Com forte imaginação
Lavra a terra o almocreve
De aguilhada na mão!

Para orientar aparelha
Chega a casa cansado
Fica feliz com a surpresa
Do amor inesperado!

Belo poema
De olhar fascinado
Linda moça morena
Me deixou enfeitiçado?

Boa terça-feira e um abraço
para o amigo Daniel Costa.

Severa Cabral(escritora) disse...

Um poema recheado com o sentimento maior,que veio num vendaval de emoções,fascinante,quando o êxtase chega num inesperado momento trazendo todo o gozo.
Um poema redigido com um grande teor de emoção que submerge e se tornou um poema que nos leva a uma viagem diretamente em outra Galáxia,dentro de um sonho,que até podia ser real.Do inesperado se tornou uma simetria perfeita entre poema e imagem do qual ilustrou com perfeição...
Aplausos por mais um lançamento!!!!!

Vanuza Pantaleão disse...

O inesperado sempre é o melhor, né mesmo, amigo? Fico feliz por ti e pela Severa, pode crer. Aliás, ela tá uma gata com essas pernocas lindas à mostra.
Te adoro, Daniel!!!!

MARILENE disse...

Creio que o amor só chega quando não se corre atrás dele. É o inesperado mais desejado pelo ser humano. Bjs.

Vera Lúcia disse...

Olá Daniel,

O amor é uma surpresa que o inesperado nos traz.

Mais um primor de poema.

Beijo.

LUZ disse...

Olá, estimado Daniel!

Começo por agradecer-lhe as suas visitas aos meus blogues, tal como os comentários deixados.

Mais um bonito poema, onde o amor é mais uma vez o tema, e agora, INESPERADO.

O Pretérito Imperfeito do Indicativo domina toda a sua escrita, com emoção mais que perfeita.

Tenha uma feliz noite.
Beijos da Luz, com amizade.

Marta Vinhais disse...

O amor é sempre inesperado....
Encontra-nos....seduz-nos...vive em nós...
Lindo como sempre...
Obrigada pela visita..
Beijos e abraços
Marta