sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

POEMA MOR DE AMOR


MOR DE AMOR 

Grande paz interior
Viver um amor de verdade
Poder designar amor, por mor
Mostrar carinho na intimidade
Será como louvor,
Carinho de verdade,
Verdadeiro amor!
Podemos dizer amor de dignidade,
Podemos pensar em esplendor,
Esplendor exemplar para a humanidade!
Sonho meu, pensamento de valor?
Meu anjo surgiu e aprovou a equidade
Desejei um mundo, de eterno amor,
Mundo de amor e igualdade,
O anjo me ordenou ver o valor
Noutra galáxia, noutra mentalidade!
Mor de amor
Amor de permanente fidelidade,
 Voaria entre nuvens em clamor,
Vi muita luminosidade
Bonita mulher Deus Senhor!
Teu anjo me atribuiu sagacidade!
Por ela traduziria o amor em mor!
Conquistaria a felicidade!
Que beldade, que fervor!
Acordar não evitava a veracidade,
Escutei o anjo sorrir de benesse a favor,
O dedo apontado sobressaiu, que felicidade!
Ali estava a branca mulher flor!
Pude gritar, mor de amor!
Mor de amor!
Mor de amor! 

Daniel Costa





9 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

BOA NOITE AMIGO DANIEL !
Escrever poemas ajuda muitas pessoas a expressar sentimentos e limpar a alma.Assim vejo em você,expressando seus sentimentos como também lavando à alma com um do mais nobre poema que já escrevestes do qual já li.Vejo nesse poetar a poesia sendo aceita em forma de uma escrita rimada da qual é a melhor forma de escrita para tratar de algo cujo conteúdo a gente conhece.Não há palavra que defina tanto o sentimento MOR DE AMOR e, o verdadeiro amor de quem se ama,cria-se sempre uma trama para se fazer e tratar com mimo...
Meu amigo!Esse é o mais belo poema que já li aqui criado por vc...aplausos de pé !!!!!!!!!!!!!!!!

Everson Russo disse...

Bom dia minha amiga,,,obrigado pelo carinho no Livro, é um momento difícil, de despedida,,,mas é necessário, a vida as vezes nos leva a caminhos que não conseguimos voltar, e uma parada, um breve adeus quem sabe, talvez nos trará renovados,,,beijos e flores de bom dia.

Marta Vinhais disse...

E continua a gritar amor....
Porque amor é único...
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

Olhos de mel disse...

Querido Daniel; a poesia voa nas asas do amor e traz um brilho mais intenso. Nele vejo desnudar a alma, voar nos sonhos e desaguar num poema maravilhoso, cheio de paixão!
Bom domingo! Beijos

Sherazade disse...

Querido Daniel; o amor nos traz a força para superar, acreditar e vivenciar... nos faz transpirar pelos poros esse sentimento, que muitas vezes, não conseguimos calar. E você, transborda amor em cada palavra dessa bela prosa poética!
Boa semana! Beijos

Anne Lieri disse...

Daniel,encantadora sua poesia inspirada em nossa querida Severa!O amor mor é o mais puro e verdadeiro sentimento!Boa semana pra vc!

LUZ disse...

Boa tarde, Daniel!

Bonito e sincero poema, a sua alma canta.
A mulher, sempre foi e será a musa inspiradora.

Boa semana.
Beijo da Luz, com estima.

PS: novo poste no "Luzes e Luares". Obrigada!

Evanir disse...

Bom Dia Amigo Poeta.
Um pouco entristecida com a saída do meu amado ,Everson
A vida tem que seguir seu rumo embora não pretendo ficar por muito tempo mais também.
Ele era minha força sempre caminhamos juntos ficou um imenso vazio.
Lindo poema meu amigo tudo escrito por você é sempre divino de ler.
feliz semana beijos,Evanir.

Vera Lúcia disse...


Olá Daniel,

Muito lindo o poema.
Muita ternura neste "Mor, de Amor".
Tenho algumas amigas que chamam seus queridos de "mor". Acho muito bonitinho.

Beijo.