domingo, 19 de maio de 2013

POEMA AMOR DE LANTEJOULAS



AMOR DE LANTEJOULAS

Imaginar papoilas
Sentir o seu ondular
Amor de lantejoulas,
É sentir o vermelho a brilhar
Amor de cúpulas
Modelar
Sonho de fábulas,
Sonho regular!
O anjo me observava sem cábulas
Para se guiar
Como se, se guiasse no desfiladeiro das Termópilas
Com seu pensamento pendular
No íntimo o seu atlas,
A me auscultar
Me ministrou aulas,
Para aptidão de me içar
Para o que me apetrechou de molas
Evoluí num ritmo pendular,
A saltitar como bolas
Depois me senti voar
Simples, como se rumasse a Bruxelas
Porém, já noutra Galáxia a me consolidar,
A me consolidar como féculas
Nada de especial previa olhar
Mas em ponto definido, por fórmulas,
Estava a estacionar
Encantadora, como toques de violas
Reparei numa mulher doce, como torrão de açúcar.
De olhar risonho e meigo, sem máculas
A mulher, numa vénia, pareceu dissimular
A cabeça baixou, de várias fórmulas,
Formas de me encantar!
Quando acordei, a sentir tremer as glândulas,
Meu coração oprimido, eu a recapitular,
E eis uma voz oculta, vinda das vielas
Me anunciou a dita desse amor, me vir entregar,
Amor de lantejoulas,
Minha deusa, eu contigo jamais vou vacilar!
Amor de lantejoulas!


Daniel Costa

Fotos getilmente cedidas por Severa Cabral (escritora)





12 comentários:

Atelier Lita Duarte disse...

É bom ver o seu entusiasmo.

Bjs.

Gracita disse...

Olá amigo Daniel
O amor colorido com o brilho das lantejoulas numa composição inspiradíssima recheada de doce sensualidade.
Um lindo domingo pra você meu querido
Beijos de carinho
Gracita

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo poeta um amor alegre e belo, num poema que encanta o coração.
Bom domingo
beijinhos
Maria

Severa Cabral(escritora) disse...

Amigo Daniel !
No mérito do seu poema dentro da escrita se descortina o lado cômico trazendo as lantejoulas em brilho
emocional,que diante dos teus versos explodem num show belíssimo como sonho regular,onde os anjos anunciam em outra Galáxia que o amor vira lantejoulas para enfeitar teu belo poema com o amor rubro de metáforas e anseios.
Maravilhoso poema!
Parabéns.
Gostei muito.
Abç amigo !!!!!!!!!!!

Cristal de uma mulher disse...

Totalmente poetico.
Sabe de repente eu fui buscando blogs que há muito não buscava e encontrii o blog do poeta Daniel ,um mito da simbologia chada estrita perfeita.

Um beijo e muito sucesso amigo.

Imaculada disse...

Com essa musa inspiradora, tudo fica lindo demais!
Amei ler seu poema!
Abraços amigo! Uma semana abençoada e feliz pra ti.

Lucinha disse...

Daniel,

O amor é tão lindo, que transforma em uma fonte inesgotável de poemas. Lindo demais!

Amigo,
Agradeço pelo seu lindo comentário.
Fiquei surpresa com repercussão desse post. Recebi muitas visitas. Isso mostra o quanto você e Severa são amados na blogosfera.
Outra coisa, é o fato de divulgar esse vídeo e sua história de superação. Muitos precisam acreditar em milagres.

Com muita admiração, eu deixo um abraço e desejo de uma linda semana. Abraços

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite
Amigo Daniel
Mais um belo poema...emoldurado pela foto da amiga Severa...
Lantejoula, perdida num cantinho,
és o começo de mau caminho!
Obrigado pelo carinho de sempre
Boa semana
Abraços
ClicAki Blog(IN)FELIZ

Anne Lieri disse...

Beleza de poesia!Um amor alegre e belo!Severa está um show nessas fotos de hoje,amei!bjs,

Bandys disse...

Daniel,
linda sua poesia.
Reli seu comentario varias vezes la no meu blog , lembrar daquele tempo, tanta gente que não esta mais na net. Mas nos estamos.E me orgulho da nossa amizade.
Beijos

Severa como sempre bela.

Fernanda Oliveira disse...

Amigo Daniel que lindo seu amor!
Gostei muito do vídeo também...
Quando um homem ama uma mulher ele a faz feliz a todo momento e o amor só tende a crescer a cada dia.

Beijos da amiga Fernanda Oliveira

Anónimo disse...

Isto está cheio de erros...

tanta amizade e ninguém avisa o
Sr. Daniel?

Outra coisa: não acham que a senhora a fazer de modelo cansa um bocado?(tantas são as poses ridículas...)

No lugar de AQUIVO DE CERCA DE 500 POEMAS... não soava melhor: ARQUIVO COM CERCA DE 500 POEMAS...