sexta-feira, 22 de agosto de 2014

POEMA ALMA DE LUZ BRANCA


 
ALMA DE LUZ BRANCA

Com a alvura o poeta tem aliança,
Com todos os detalhes florescentes
Alma de luz branca
Visões incandescentes
Sorriso florido de autoconfiança
Todos os sentidos presentes
Vulto luzente de temperança!
Sorrisos prevalecentes,
Flor a deixar rasto de esperança,
De amores permanentes,
De eterna confiança,
À vista de caminhares bamboleantes,
Sedução, florida de faiança,
Múltiplos cambiantes,
O poeta embevecido; sente segurança
Torna-se atrevido, com olhares atraentes,
Se cruza o desejo de aliança,
Desejos comuns evidentes
Corações em balança,
Alma flor dos poentes
Alma de luz branca!

Daniel Costa

 

 

7 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Daniel,seus poemas são lindos e
de uma grandiosidade profunda.
Aplausos ao grande poeta que você é.
Obrigada pelas visitas na minha fan page.
Bjs e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Anne Lieri disse...

Tão lindo poema,Daniel! E o amor puro é assim mesmo:luminoso! Beleza de foto da amiga Severa! bjs e bom fim de semana,

José María Souza Costa disse...


Olá, Daniel, boa noite.

Mesmo com esta correria do tempo, encontrei tempo, para passar aqui e desejar-te, uma noite maravilhosa de Sexta Feira.
Se quisermos, tudo pode-se, realizar
Abraços

São disse...

É bom para a Humanidade que existam muitas almas de luz branca...e que haja quem as saiba cantar!

Gostei muito do dueto.

Bom final de semana

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Poema luminoso como a imagem que o ilustra. O vídeo é igualmente belo.
Beijo,
Renata

dinapoetisadapaz disse...

Olá Daniel! Passando pra uma visitinha básica. Adorei ler seu poema iluminado.Vc escreve muito amigo!
PS: meu e-mail de acesso aos blog Bafejos de minha lama, foi rackeado e com isso perdi o blog também.
Conheça o novo blog:
http://poesiameurefugio;blogspot.com.br

Abraço!

Nati Caetano disse...

Querido amigo Daniel, desculpe em demorar para vir aqui no seu maravilhoso blog. Estive afastada, pois você sabe que eu não estava bem de saúde, entre outros, que certas amizades que não merecem sequer um olá, já fui prejudicada demais por este tipo de amizade que não faz juz a minha pessoa, sou autêntica, nunca prejudiquei ninguém, mas não aceito falsidade.

Amigo! Sua poesia está divina, cheia de alegria, minha amiga Severa nunca mais soube dela. Caso vc souber me diga, pois tenho um grande carinho e apreço por ela.

Beijos no seu coração.
Bom final de domingo. Da amiga Nati