A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

POEMA SEJA FELIZ E NÃO RECLAME




SEJA FELIZ, NÃO RECLAME 

Ame muito, mas ame
Conviva com a felicidade
Seja feliz não reclame
Seja feliz, não importa a idade
Conviva e amor derrame!
Ame com sinceridade,
Sinta a felicidade como ditame
Sinceridade e verdade,
Seja feliz, não reclame
Viva com afabilidade
Faça da vida uma flor, um estame!
Corteje com amabilidade
Viva e trabalhe sempre, como em certame
Use doçura, para sempre ter autoridade
Seja sempre esse o seu exame
O seu mundo de alacridade,
O seu doirado troféu de velame,
Seja feliz, não reclame!

Daniel Costa

 



 

10 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Nunca reclamar da vida e vivê-la com intensidade,ter sempre um jardim bem colorido para aromatizar a noss'alma.

Lindo poema Daniel.
Obrigada por todas as visitas no blog e na minha fan page.
bjs
Carmen Lúcia.

Ivone disse...

Que lindos versos bem rimados meu amigo poeta Daniel, ainda mais com a bela foto de nossa amiga em comum, a querida Severa Cabral!
Sejamos todos felizes sem reclamações, a vida é sim bela, muito bela apesar de tudo!!!
Abraços apertados meu amado amigo!

✿ chica disse...

Reclamar só atrasa nossa felicidade! Lindo poema, linda Severa! abração aos dois,chica

Dorli disse...

Oi Daniel,
Eu já atravessei duas vezes....
A felicidade gosta de pessoas simples de coração.
A poesia é lindíssima
Beijos no coração
Lua Singular

Ana Bailune disse...

Oi, Daniel.
Um poema perfeito tanto na mensagem quanto na composição.
Sejamos felizes - e sem reclamações!
Abraços.

Vanuza Pantaleão disse...

Pela primeiríssima vez vou discordar de ti, Daniel [risos]. Feliz eu sou, mas reclamo!
Amigo, uma reclamação bem embasada e com a correta motivação deve ser feita, senão corremos o risco da omissão que eu considero o pior dos crimes. Enfim, como você é Poeta de mão cheia, vou entender aqui que tens o direito e a licença poética de dizer tudo que lhe achares por bem.
Olha só se não dá pra reclamar desses nossos correios brasileiros?
O que você me contou é uma barbaridade, fiquei pasma.
Mas como cantava Tom Jobim, "a gente vai levando..."
Beijinhos, querido amigo!!!

Eduardo Maria Nunes disse...

Seja feliz, não reclame,
obrigado pelo conselho
ainda há quem muito mame
e não tem o bandulho cheio.

Mas, certamente,
há quem não reclame
vive feliz e contente
sem vexame.

Um poema exuberante,
escrito por quem sabe
escreve humildemente
ser poeta é a sua arte!

Boa noite, um abraço caro amigo Daniel Costa.

Vanuza Pantaleão disse...

Bom dia, meu sábio Poeta!
Quer saber a verdade, Daniel? Não é só nos correios que a baderna se estabeleceu, o nosso país, infelizmente, está entregue, é muita burocracia e despreparo correndo solto.
Me assaltaram há alguns meses e foi uma luta insana para que eu pudesse reaver alguns dos meus documentos.
Acho que é por conta da época das eleições. Política, meu amigo, o mundo gira, a gente pensa que as coisas vão se modernizar, que a vida vai ficar mais fácil e amena, mas como dizia Chico Buarque: "Aí vem a roda viva e carrega o destino pra lá..."
Fica com Deus e que tudo se resolva a contento na sua vida. Você merece!Bjsss
[gostei dessa foto aí do arco do amor...]

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema que demonstra o seu otimismo. Quem me dera!
Beijo,
Renata

Marta Vinhais disse...

Perfeito...
Amar sempre...
Gostei muito...
Beijos e abraços
Marta