domingo, 3 de janeiro de 2010

Poema



VENDAVAL

Em clima temperado é normal
Pulularem vendavais de amores
Podem sempre passar em vendaval
A amar seriamente ficam sempre corações
Estão sempre prontos a amar
Num mundo de vendavais de ilusões
Sempre se pode amar o mundo
Ainda que se possam ter opiniões
O mundo nasceu com o dom de amar
Que se calem os vilões
Esses nascem, crescem e morrem
Talvez a pensar em perdões
Porém este mundo foi criado para amar
Perdoar é contraste, eis razões
Mundo de amar
Amar pode ser preconizar bonitas paixões
Mostrar exemplos de sensatez
Apresentar trilhos de lisura a rufiões
Aos que tem em conta apenas o umbigo
Conjuguemos eternamente o verbo amar
Enquanto amamos todo o mundo
Amemos, por excelência, um o ser escolhido
Os deuses e deusas dirão:
Eu te bendigo!

Daniel Costa




16 comentários:

Val Du disse...

Oi, Daniel.

Que belíssimo poema para começar o ano.

Beijos.

Everson Russo disse...

Belissimo vendaval esse, concordo, o mundo foi criado pra gente amar, sentir, sonhar, conjugar sempre o verbo amar faz bem ao ser, e perdoar faz parte sim, melhor perdoar que carregar um peso eternamente...abraços amigo, otimo domingo pra ti, e uma semana de muita poesia e paz.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Daniel, amigo de sempre e agora estamos aqui, em 2010!
Que bom!
estou feliz!
Os deuses e deusas vão dizer amém, com certeza!
Feliz Ano Novo, amigo!!!Bjsss

Sonia Schmorantz disse...

Olha só...2010 poético começando aqui neste espaço com um poema especialmente bonito e com lindas imagens. Ficou excelente este post!
abraços

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Daniel*
Muito lindo começa o Ano com Amor*
Continue, meu querido*
Seus poemas são maravilhosos*
Beijos,
Renata

Whispers disse...

Querido Daniel.
Nada é mais lindo que o ''Amor''
Amor é a fonte da vida...lindo teu poema,como sempre.
Que seja este o ano mágico do amor em teu e todos corações
Mil beijos
Rachel

angela disse...

Amor precisa de respeita e cuidado.
beijos

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
Gostei do vendaval de sentimentos puros e sóbrios neste poema!

Beijinhos e que 2010 seja o ano de todas as realizações.

Ana Martins

Everson Russo disse...

Auge da madrugada aqui meu amigo e eu passando pra deixar um forte abraço de bom dia e otima semana.

Bandys disse...

Daniel,

Nossa que alegria!
Tentei mandar praquele email e não consegui, mandei pro outro que eu tinha..
mas meu email é
egpmb@terra.com.br

Abraçando as lembranças queridas
eu creio que, em algum momento da vida, Deus fez com que eu me encontrasse com você.

Agradeço a Ele pela oportunidade
de reencontrar ou de alguma forma
me comunicar com você, que faz parte da minha vida.

Agradeço...A você que foi e é poesia e ternura no meu ser..
A você que me ensinou a admirar as estrelas nas noites de dúvidas e incertezas. A você que foi presença e me ofereceu ajuda,
partilhando comigo momentos de
dor, solidão, silêncio e alegria.

A você que me fez sentir muito especial, querida e amada
acolhendo a mim, com todos os meus defeitos.
Que o Deus do Amor e da Vida,
surpreenda você com muitas bênçãos!
Obrigado por você que me presenteou com a gratuidade de sua amizade, com gestos concretos, palavras, silêncio, escuta e perdão.
A você que encontrou tempo-qualidade para estar comigo, enchendo minha vida de mais fé, vida e esperança.
A você que comigo sonhou, planejou, realizou, aprendeu e ensinou tantas coisas lindas
nos caminhos da vida...

Que Deus abençoe e abrace você com infinita ternura.

Feliz ano novo! Feliz 2010!
Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querido Daniel.

Que visita boa a sua! O Vento vem da Prata este ano, por isso o blog mudou de cor e está mais simples. Como eu. As ilustrações mais singelas são as mais levadas.

"E que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio* E que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca* Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos*"

*Fernando Pessoa*

Beijos, Amor*

Val Du disse...

Oi, Daniel.

Muito obrigada por sua amizade.

As fotos são lindas. O poema já disse, mas repito: belíssimo.

Beijos.

EDUARDO POISL disse...

Querido amigo desculpa a minha não presença aqui neste lindo blogger, mais como eu trabalho com turismo e a ilha de Santa Catarina esta lotada, não tive muito tempo para comentar nada no blogger.
Abraços

Mariazita disse...

Daniel
Que lindo o teu poema exaltando o Amor e o amar...
Penso que é o que mais falta faz no mundo, o Amor. Se ele existisse em maior quantidade, haveria mais Paz, consequentemente, o mundo seria melhor.
Cantemos, pois, o Amor, sempre!

Belíssimas imagens.

Beijinhos
Mariazita

Everson Russo disse...

Bom dia meu amigo poeta, que sua terça feira seja maravilhosa,,,forte abraço.

Desnuda disse...

Belíssimo, amigo Daniel! Que todos possam conjugar o verbo amar!


Carinhoso beijo