A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sábado, 16 de janeiro de 2010

Poema









MADALENA

Assaltou-me a nostalgia e a solidão
Que fazer não sabia
Desejava, fui até ao Rio então
Vi a cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro
Em dia de Santa Maria
Antes do S. Brás a três, era dois de Fevereiro
Deambulava por aquela metrópole
No Rio, Rio de Janeiro
Quando encontrei Madalena
Achei-a bonita, atraente elegante
Não foi fácil meter papo com a Lena
Recordei então a minha mãe
De Lena e Madalena
Sempre risonha, tinha os nomes também
Consegui meter conversa com ela
Uma mulher sensual romântica afinal
Capaz de se insinuar a homem normal, foi singela
Da sua conversa de que não abstraiu sofrimentos
Resultou numa amiga de mente muito bela
Naquele dia foi cicerone que me acompanhou
Ofereci-lhe uma flor
Um gladíolo que beijou
Quando não se é mal intencionado
O diálogo mantém-se
Nele pode participar até o namorado
Os amigos floresceram
Foi agradável a Oliver mais o amado
Oliver, mulher mãe e avó, a Madalena
Uma mulher bonita
Uma avó bela da era moderna


Daniel Costa

17 comentários:

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
Um beijinho à Madalena, quanto a si parabéns por mais uma singela e bonita homenagem.

Ana Martins

SAM disse...

Daniel, lindas fotos e mais um belo poema- homenagem. Parabéns a Madalena e para o querido poeta.


Carinhoso beijo e excelente final de semana.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo Madalena*
Lindo Poema, Daniel! Canta e encanta as mulheres como ninguém, poeta querido.
Eu te amo!
As palavras *Eu te amo* devem ser gritadas urgentemente para que o amor impregne o ar* Assim, quem sabe, outras, sejam esquecidas.
Beijos e Lindo Sábado.

mundo azul disse...

_________________________________


Bonita homenagem para a Madalena! Parabéns para os dois!!!


Beijos de luz e o meu carinho GRANDE!


__________________________________

angela disse...

Linda sua Madalena.

raimunda disse...

lena, como Daniel a descreveu, pela palavras do poeta vc é simplismente mulher. Parabens. A ti meu doce amigo, so que tenho a dizer-te é parabens! "Você é o Cara" beijos, e muito sucesso,

carinhosamente,
sua amiga de sempre!

FOTOS-SUSY disse...

OLA DANIEL, LINDISSIMO POEMA...MAIS UMA BELISSIMA HOMENAGEM...PARABENS A MADALENA E A SI AMIGO...VOTOS DE UM FELIZ DOMINGO!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

EDUARDO POISL disse...

Há um tempo em que é preciso
abandonar as roupas usadas,
que já têm a forma do nosso corpo,
e esquecer os nossos caminhos,
que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia:
e, se não ousarmos fazê-la,
teremos ficado, para sempre,
à margem de nós mesmos

Fernando Pessoa

Te desejo um lindo domingo com muito amor e carinho
Abraços

lita duarte disse...

Daniel,

Belo poema e belas fotos.

Beijos.

Everson Russo disse...

Belissimo poema, banhado na beleza da cidade Maravilhosa de tantas inspirações, tantas belezas naturais e tanta riqueza de poesia,,,,e claro, beleza tambem pela homenagem a mais uma musa amiga do grande poeta....um belo domingo, otima semana e um forte abraço de quem te admira muito....

Olhos de Mel disse...

Querido Daniel; como sempre suas belas prosas poéticas, são permeadas por carinhos. Bela homenagem!
Bom fim de semana, poeta! Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Tenha um Domingo Feliz, querido*
Beijos e muito amor.

Everson Russo disse...

Trazendo pra ti meu amigo, um forte e fraterno abraço, agradecendo sempre pela sua presença mais que importante no Livro, pela sua amizade,,,uma belissima semana de paz.

leda disse...

IDaniel,
Que belo poema-homenagem, como sempre seus poemas encantam, e
suas fotos tambem.
PARABÉNS!

Everson Russo disse...

Um forte abraço meu amigo pra desejar um belo dia de poesia e paz pra ti.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo Dia, Anjo!
Beijos Renata para você

xistosa - (josé torres) disse...

Um mar, um amar ... uma homenagem.
Mais um singela.
É necessário abrir o coração e deixar a pena correr no papel.

Um abração.