A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Poema





                           
DIRIVETE

Sempre adorei o mar
Dirivete também
Na infância nele ia pescar
Polvos navalheiras, até cabozes
De que a mãe cozinhava bons manjares
Degustavam-se como nozes
No Cabo Carvoeiro no tempo invernoso
O bater das ondas, o mar em fúria
Era um bonito espectáculo, um rugir alteroso
Na pesca sempre sonhei com uma sereia
Na prainha que para mim olhasse como rainha
Como Dirivete em Braço Norte se estende na areia
Em Braço Norte, Brasil, Santa Catarina
A educadora, a estimulante senhora
A usar o optimismo como se fosse menina
Face bonita, mente bela
Uma mulher, uma mãe interessante
Prática e singela
Que se recreia em Braço Norte
Sítio de mar e praia
Dirivete ali assenta a sua beleza, o seu porte
A sua mente nunca está triste
Na praia, há os raios solares
A esperança e a suavidade existem, ou existe?
E a bela Derivete ali se refugia
Com o livre pensamento nos seus
No seu sentimento humano de pedagogia

Daniel Costa

17 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Maravilhoso, meu Anjo amigo. Que vida, que história. Fascinante* Milhões de Parabéns!
Tenho um mar dentro de mim, que às vezes é pura alegria, às vezes puro tormenta. Mesmo na tormenta, ainda o acho admirável.
Ofereço-lhe um pedaço, um tanto doído, mas cujo efeito foi catártico.
Beijos mil RêRuivinha**************

DENTRO DE MIM

Poema da Renata para o querido amigo e Poeta Daniel

Dentro de mim
navegas como um barco
incerto, à deriva
Ondas gélidas e enfurecidas
que vêm e vão
nessa turbulência
eu, que me fecho em ostra,
fazendo um esboço em minha face
de um sorriso esmaecido,
açoitando em minha alma essa solidão
momento insone em que lágrimas
fazem arder as minhas retinas
em gotículas que ferem como agulhas
dentro do meu coração
num choro compulsivo dessa lembrança
Dor que ainda sinto daquele Adeus
desmoronando em cada arrebentação!

SAM disse...

Querido amigo,

fotos deslumbrantes e poema lindo, repleto de boas lembranças. Sonhos de ternura. Grata sempre pela consideração e carinho.

Carinhoso beijo, querido poeta.

Felina Mulher disse...

Como é bom achar-me e perder-me na tua poesia que enche minha vida de luz, calor e alegrias.

Meu querido, tua poesia é divina!

Beijos de Felina.

angela disse...

Belo poema.
beijos

FOTOS-SUSY disse...

OLA DANIEL, MARAVIHOSO POEMA...CHEIO DE BELAS RECORDACOES...AS FOTOS ESTAO BELISSIMAS...GOSTEI MUITO AMIGO... VOTOS DE UMA FELIZ NOITE!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

Angela Guedes disse...

Oi Daniel!!!
Um belíssimo poema, cheio de leveza e graça a condizer com as imagens.
Bjs.
Ângela

lita duarte disse...

Oi, Daniel.

Belas fotos.
Poema lindo, lindo.

Beijos.

Everson Russo disse...

Meu amigo,,,seus poemas realmente são uma viagem,,,um tributo ao amor e a amizade,,,sempre suas musas,,,suas paisagens infinitas...abraços e um belo dia pra ti.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Be happy, my dearest Daniel!

Love and Friendship

William Shakespeare


Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração.

Have a great day!
Kisses Rêruivinha***

poetaeusou . . . disse...

*
belas fotos,
melhores palavras !
,
parabens,
,
abraço,
*

jo ra tone disse...

Bonitas imagens.
A última .Não leve a mal Daniel
Pena ter ficado desfocada.
Ou será da minha vista que estará a ficar pitosga?
Fico na dúvida
:):)
Abraço

xistosa - (josé torres) disse...

Será que é propositado o desfocamento da imagem?
Só poderá ser.
Belas palavras acompanhadas pelas imensas imagens.
Cumprimentos.

Everson Russo disse...

Um forte abraço amigo pra desejar um belo final de semana na mais pura paz da sua poesia eterna...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, doce amigo!
Vim desejar-lhe um Lindo Dia!

Deixo-lhe estas lindas gotas de ternura + mil beijos da Rêruivinha***********************************

AR DE NOTURNO
F. G. Lorca

Tenho muito medo
das folhas mortas,
medo dos prados
cheios de orvalho.
eu vou dormir;
se não me despertas,
deixarei a teu lado meu coração frio.
O que é isso que soa
bem longe?
Amor. O vento nas vidraças,
amor meu!
Pus em ti colares
com gemas de aurora.
Por que me abandonas
neste caminho?
Se vais muito longe,
meu pássaro chora
e a verde vinha
não dará seu vinho.
O que é isso que soa
bem longe?
Amor. O vento nas vidraças,
amor meu!
Nunca saberás,
esfinge de neve,
o muito que eu
haveria de te querer
essas madrugadas
quando chove
e no ramo seco
se desfaz o ninho.
O que é isso que soa
bem longe ?
Amor. O vento nas vidraças,
amor meu!

Olhos de mel disse...

Querido amigo; mais um poema dedicado, cheio de emoção e recordação. Um carinho dessa pessoa maravilhosa que você é.
Recebeu a resposta que enviei? Obrigada, viu?
Beijos

raimunda disse...

belo poema, sempre tao expirando.

bjos, raimunda

palavrasdevida disse...

Muito bonito.
Abraços.