A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 14 de junho de 2010

POEMA AMOR AZUL

Foto: Daniel Costa 10/06/2010

Foto: Internet

AMOR AZUL

Jamais se saberá a cor do amor
O amor dito verdadeiro
Que se sente e ninguém sabe a cor
Chega anunciando-se ligeiro
Por certo será florido e azul
Viaja em todos os hemisférios
Pairará numa estrela do cruzeiro do sul
Aquele que apenas se insinua
Que viaja pelo mundo inteiro
Seu destino é procurar a luz da lua
Transportar na bagagem o sentimento
De fé, calor e optimismo
Pode ir de sul norte a cada momento
Amar pode parecer, mas não é lirismo
É a incessante procura da partilha
O coração presente
A luz que sempre brilha
O amor nunca se cansa
Poderá desfalecer por momentos
Vida dura em determinado passe de dança
Intensamente iremos tentar adocicar
A incerta andança
O jeito é o querer tonificar
Nem por um momento esquecer
Quem ama e deseja sempre amar
Seja como acontecer
Aconteça o mundo rodar
Sempre irá tonificar o amor azul
Sempre encontrará a sua estrela
Quiçá neste planeta, que se centrará a sul

Daniel Costa


15 comentários:

Everson Russo disse...

A beleza e a delicia do amor é justamente essa leveza da gente nunca saber ao certo que sentimento louco é esse,,,,que cor ele tem, que sabor, que calor,,,que devaneio ele nos levará,,,o bom do amor é cada visão particular,,,cada suspiro tem sua impressão digital,,,,cada poeta o escreve com simplicidade, sinceridade e ternura,,,assim como seus versos....abraços fraternos amigo e uma semana de paz pra ti.

lita duarte disse...

Daniel,

Amor é o coração presente.

Belos versos.

Beijos.

Mariazita disse...

Olá, Daniel
O amor é o sentimento mais cantado, quer em prosa quer em verso, mas ainda ninguém consiguiu defini-lo completamente.
O que interessa é que continua sendo mote para lindos poemas, com este teu.
Parabéns!
Beijinhos.

Carmem disse...

Lindo!!

Bjs

Desnuda disse...

Daniel,


sou uma pessoa que crê e vibra por este sentimento lindo: o AMOR. Eu sinto o amor nesta cor azul. Para mim este poema é especialmente belo, Daniel.

Carinhoso beijo, querido amigo.

lita duarte disse...

Bom dia, Daniel.

Beijos.

Everson Russo disse...

Bom dia meu querido amigo,,,gostas de futebol? hoje pela copa estreiam nossas seleções,,,Portugal e Brasil...então vamos torcer e ver no que dá...abraços fraternos de bom dia e muita paz...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema! Beijo enorme, querido*

*Amar pode parecer, mas não é lirismo
É a incessante procura da partilha
O coração presente
A luz que sempre brilha
O amor nunca se cansa*

Amar jamais cansa; às vezes, dá trabalho, pena jamais. É O motivo**********

Bons Dias*
Renata

Bandys disse...

Viva o amor azul.
Que ele esteja presente em todo o mundo.
Beijos

Whispers disse...

Querido Daniel,

O amor só tem uma cor, mas ele é visto com as cores que cada um o quer ver.

Daniel,o vez com as cores mais lindas,as cores da poesia.
Mil beijos
Rachel

Fernanda disse...

Querido amigo Daniel,

Estamos em sintonia.
O oamor deu o mote para que ambos tivessemos publicado um poema.

Lindíssimo o teu, que és poeta, eu sou apenas atrevida.
Beijinhos

Na casa do Rau

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
muito bem cantado o amor, no seu lindo poema.

Beijinhos
Sonhadora

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, querido!

*Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades



Muda-se o ser, muda-se a confiança



Todo o mundo é composto de mudança



Tomando sempre novas qualidades



Continuamente vemos novidades



Diferentes em tudo da esperança



Do mal ficam as mágoas na lembrança



E do bem, se algum houve, as saudades,



O tempo cobre o chão de verde manto



Que já foi coberto de neve fria



E em mim converte em choro o doce canto



E, afora este mudar-se cada dia,



Outra mudança faz de mor espanto:



Que não se muda já como soía*


(L. V. de Camões)

Beijos muitos**************

Lúcia Leme disse...

Nossa! Que lindo!

Bjus

Everson Russo disse...

Abraços fraternos de bom dia pra ti amigo,,,paz e poesia sempre...