A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 28 de junho de 2010

POEMA GALÁXIA PARA AMAR



GALÁXIA PARA AMAR

Olhei a luz do luar
Sonhei e bastante meditei
Porque não encontrar uma galáxia para amar?
Então veio à mente
Suave e de mansinho, diria devagarinho
Depois num repente
Ocorreu-me a mitologia
Entre muitas figuras
Um Pégaso havia
Porque não recuperar o que teriam sido loucuras
Ainda nem se pensaria em Bartolomeu de Gusmão
Nem na sua Passarola Voadora na insistente procura
Menos no balão
Experiências continuaram
Até chegarmos à era do Foguetão
Sempre se amou
Se manteve o sonho e a ilusão
Podemos tentar chegar a outra galáxia
Onde possa haver novo amor de paixão
Vamos tornar mais alvo o amor
Onde se possa lutar por uma mais salutar união
Onde não haja perversidades
Onde chegue o luar da satisfação
Para todas as idades
Tentemos aceder a outra galáxia
Talvez cruzar o espiritismo
Lutemos pelo sonho de um mundo recto
Evitemos o abismo
Um mundo sensato e melhor,
Sonho de amor e não lirismo
Colonizar outra galáxia
Sonhos de amor ainda que num mundo do espiritismo

Daniel Costa


17 comentários:

LOURO disse...

Olá Daniel!
Linda postagem..!Com um belo poema...Porque não encontrar uma galáxia para amar? Parabéns!!!

Abraço,
Lourenço

Felina Mulher disse...

Linda poesia...sei que em algum lugar há de existir esta galáxia, se por acaso encontrares primeiro que eu, te peço me avisa.


Beijos com carinho.

Mariazita disse...

Olá, Daniel
Amor inter-galáxias? E porque não???
Amor é sempre Amor, e fica sempre bem seja onde for...
Gostei muito do teu poema.

Quero ver se ainda hoje ou amanhã arranjo uns minutinhos para te escrever.
Dona de casa sofre!!!

Beijinhos. Boa semana.

Elaine Barnes disse...

Trazer Deus pras nossas relações é o sagrado que buscamos para viver um amor em sua completude, seja ele aqui na Terra onde vivemos, para que Ela se torne mais humana com sentimentos mais puros, aquietando os corações aflitos.
Amor e felicidade, é essa paz que buscamos. Montão de bjs e abraços

SAM disse...

Querido amigo,

um belo poema . Medito, muitas vezes, sobre pessoas que pensam e agem com retidão, amor e fraternidade e concluo que já estão no caminho evolutivo desta galáxia de amor ou quem sabe vieram de lá para alguma missão. Nascemos para amar uns aos outros e não é o que acontece, infelizmente, neste planeta.


Carinhoso beijo, amigo.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindos sonhos de amor, ainda que num espiritualismo!
Belíssimo poema, Daniel*
Beijos imensos*********
Tenha uma ótima semana
Renata
PS: para os que são amigos e que, por acaso, passem por aqui, estou afastada. Fiz o que pude até agora. 20: 30 de hoje.

angela disse...

Sonhos lindos esses seus e que eu partilho com você.
beijos

lita duarte disse...

Oi, Daniel.

Um poema muito bonito.

Obrigada pelo selo.

Beijos.

Everson Russo disse...

Meu amigo,,,simplesmente divnino,,,a gente passa a vida procurando essa galaxia pra amar,,,procurando no deserto do coração e dos sonhos motivos para encontrar com o amor real e definitivo que nos tire os pés do chão,,,,,abraços fraternos de bom dia,,,,

p.s.pois é,,,foi facil ontem,,,3 a 0 mas o Chile tambem é bem fraquinho,,,,agora vamos torcer por Portual hoje,,,

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oiê, querido!
Obrigada pelas Boas-Vindas.
Boas-Vindas a ti também.
Estou aqui e ali contigo.
Beijos
Renata

Sandra Botelho disse...

passando para desejar-te uma linda semana. Bjos achocolatados

Bandys disse...

Oi Daniel,
Eu acredito em espiritismo e acredito que o amor deva ser vivido em qualquer lugar ou vida.
Um beijinho

Sonia Schmorantz disse...

Um poema cheio de fantasias, muito gostoso de ler!
Um abraço

Everson Russo disse...

Bom dia meu querido amigo,,,hoje tambem to triste pelo resultado de ontem,,,poderia ter sido melhor,,,poderiamos ainda nos encontrar nessa copa...mas enfim,,,não deu,,,um forte e fraterno abraço de bom dia.

nely disse...

Lindo post.

Abraço

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que lindo! Sempre bom poder relê-lo, meu Anjo!!!


É urgente o amor.

É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,

ódio, solidão e crueldade,

alguns lamentos,

muitas espadas.



É urgente inventar alegria,

multiplicar os beijos, as searas,

é urgente descobrir rosas e rios

e manhãs claras.



Cai o silêncio nos ombros e a luz

impura, até doer.

É urgente o amor, é urgente

permanecer.
Eugénio de Andrade

Beijos, Daniel*
Estive maleitosa, agora estou mais ou menos. Mais para mais sempre*
Muito obrigada pela preocupação.
Tudo de bom!
Renata

Everson Russo disse...

Uma belissima quinta feira pra ti amigo,,,muita paz sempre...abraços fraternos...