A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 26 de julho de 2010

POEMA MARIA MORENA




MARIA MORENA
 
Lá vai ela toda catita
Chamam-lhe Maria Morena
Reparem, é bonita!
Sempre bela, seu sorriso é de mulher serena
Mora na aldeia à beira mar
Aquela boa pequena
A brisa do mar fá-la ficar tisnada
Por isso lhe chamam Maria Morena
Vai sempre airosa, sempre bonita
Ajeitando a melena
Impecável no seu vestido de chita
Apenas muda de tecido para os dias de festa
Ajuda a mãe nas lides domésticas
Nota-se a sua frescura
Como nas flores amarelas das giestas
Seu semblante denota ternura
Mais azougada, quando sonha festas
Contudo demonstra candura
Quando rodopia nestas
No seu íntimo pode notar-se alvura
Quando um pretendente a namorado
A assedia, freme na altura
Porém diz não ser tempo de pretender ter amado
Prefere ainda o coração na brancura
Maria Morena
Deseja continuar amar
Ser apenas a boa pequena
Quantas vezes, à vista do mar
Se quedará a cismar ainda Maria Morena?

Daniel Costa


22 comentários:

Marta disse...

Quem não fica a cismar ao olhar o mar???
Linda homenagem....
Gostei muito, Daniel...
Beijos e abraços
Marta

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Um belo poema, adorei.

Beijinhos
Sonhadora

angela disse...

Uma morena doce para um poema cheio de ternura
beijos

Sandra Botelho disse...

Ah meu amigo poeta...
Que lindeza de palavras...
Linda moça e lindo poema.
Bjos achocolatados

Ana Martins disse...

Boa noite Daniel,
este poema tem um encanto especial, gostei muito da mensagem e da rima, está lindo!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Vivian disse...

...que lindo poema fizestes
a esta menina morena!

belíssima inspiração!

bj, doce poeta!

bom dia, querido!

Everson Russo disse...

Lindissima essa Maria Morena que inspira,,,bela musa,,,belo poema,,,um otimo dia pra ti amigo,,,abraços fraternos...

lita duarte disse...

Maria, mar...

Lindo demais.

Beijos Daniel!!

Mariazita disse...

Daniel
Já não vinha aqui há uns dias.
Tenho tido pouco tempo disponível.
Problemas de saúde, familiares, sabes como é, consultas, exames e mais exames, enfim...
Eu sei que tu compreendes e sabes que não é por menos amizade... porque a nossa é sólida, resiste a umas ausenciazitas de vez em quando :)))

Estive a ler os poemas atrasados e gostei muito deles. Deixei um pequeno comentário, só para saberes que estive lá :)

Beijinhos

Lúcia Leme disse...

Maria Morena.
Gostei.

Bju

SAM disse...

Querido amigo,

belíssimo poema. Encantadores os versos repletos de ternura e leveza. Adorei, Daniel. Obrigada por mais uma bela partilha.


Beijos, querido amigo.

Pérola disse...

Mais uma mulher linda,poema encantador.
Parabéns amado.
Beijokas milllllllllllll.

Marilu disse...

Querido amigo, linda morena, lindo poema..Beijocas

rosa-branca disse...

Olá amigo, lindo poema a uma morena linda. Beijo meu

Everson Russo disse...

Abraços fraternos de bom dia pra ti amigo,,,paz sempre na alma.

Carmem disse...

Lindo, Dani.

Bjusssssssss

Fátima disse...

Tens razão a Maria Morena é muito bela, igualmente teu descrever por ela.

Beijos Daniel

Sandra Botelho disse...

Passando para desejar uma linda semana.
bjos achocolatados

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema, querido! Pela Maria Morena pelas rosas, pelos lírios,
Pelas abelhas, sinhá,
Pelas notas mais chorosas
Do canto do Sabiá,
Pelo cálice de angústias
Da flor do maracujá.
Pelo jasmim, pelo goivo,
Pelo agreste manacá,
Pelas gotas de sereno
Nas folhas do gravatá,
Pela coroa de espinhos
Da flor do maracujá.
Pelas tranças da mãe-d'água
Que junto da fonte está,
Pelos colibris que brincam
Nas alvas plumas do ubá,
Pelos cravos desenhados
Na flor do maracujá.
Pelas azuis borboletas
Que descem do Panamá,
Pelos tesouros ocultos
Nas minas do Sincorá,
Pelas chagas roxeadas
Da flor do maracujá !
Pelo mar, pelo deserto,
Pelas montanhas, sinhá !
Pelas florestas imensas
Que falam de Jeová !
Pela lança ensangüentado
Da flor do maracujá !
Por tudo que o céu revela !
Por tudo que a terra dá
Eu te juro que minh'alma
De tua alma escrava está !!..
Guarda contigo este emblema
Da flor do maracujá !
Não se enojem teus ouvidos
De tantas rimas em - a -
Mas ouve meus juramentos,
Meus cantos ouve, sinhá!
Te peço pelos mistérios
Da flor do maracujá!

Fagundes Varela*

Beijos*
Bons Dias!
Renata
Re.publiquei, o amigo é bem-vindo, como sempre.

Pérola disse...

Obrigado amado pelo carinho da visita.
Beijokas milllllllllllllll.

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Daniel.

E todos sonham olhando o mar.

Lindo poema para uma linda morena.
:-)

*******

"Lembre-se que se algum dia você precisar de ajuda,
você encontrará uma mão no final do seu braço.
À medida que você envelhecer,
você descobrirá que tem duas mãos -
uma para ajudar a si mesmo,
e outra pra ajudar aos outros."

Audrey Hepburn







BOA SEMANA!




♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Everson Russo disse...

Abraços fraternos de bom dia pra ti amigo,,,paz sempre.