A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

POEMA ÁS PORTAS DO CÉU






ÀS PORTAS DO CÉU  

Esperanças, sem véu
Tinha três anos apenas, mas recordo
Às portas do céu
Mesmo a bombordo
Lugar para mim deu
A tia Regina - Parecia absurdo:
- Jazia ali, seu corpo devia entrar num mausoléu!
 Caritativa; em tenra idade me fez felizardo
Era bastante miúdo, mas sou quem nunca a esqueceu
Comigo repartia, como se me tomasse por galhardo
Acesso a bananas era para tuberculoso rico, um Galileu!
Ela tinha! Sempre comigo repartia, quando estava a bordo
Setenta anos passaram mas a reverencio, tirando meu chapéu
Talvez fosse para não deixar sós os dois filhos, fui alado
Como se viajasse ao Bornéu
Fui ter oportunidade de amar, como já me sentira amado
Amar quando a tia amiga, feneceu
A olhei solenemente, com resguardo
Fiz como vi fazer, o momento era solene, me comoveu!
Sentimento perene que abordo
Às portas do céu
Voou e ali adormeceu!
Às portas do céu!

Daniel Costa



 

5 comentários:

Gracita disse...

Querido amigo Daniel
Pessoas especiais ficam eternizada no coração. Lindo poema de saudades.
Um feliz ano novo com 2014 motivos para sorrir.
Beijos com carinho e amizade

Anónimo disse...

Ás portas do céu nos dar um certo entendimento revelador.Se a morte não é o fim,nos diz que é um grande passo para o plano de Deus.Trazer ao nosso coração as boas lembranças,as saudades revividas,já somos a porta do nosso céu...
Todas as falas em forma de poesia nos leva a uma boa leitura,assim como reflexão aos nossos entes queridos...
Parabéns pelo lindo e emocionante poema...
Abraço amigo!!!!!

Dorli disse...

Oi Daniel,
Esquecer que se ama é impossível e seu texto retrata bem esse assunto.
Amor que se eterniza!
Um 2014 cheio se saúde, paz e amor é o que eu desejo para você toda a família.
Beijos
Lua Singular

Ivone disse...

Que lindo, poder sentir um amor assim, gratidão para todo o sempre por se ter tido alguém assim na vida, pessoas especiais e queridas são eternizadas em lindos versos e prosas!
Abraços e tenhas um lindo fim de ano e um começo melhor ainda!
Feliz Ano Novo!

Jose Torres disse...

Caríssimo Daniel Costa
Vicissitudes diversas têm-me impedido de "aparecer" mais vezes e mais tempo.
Nem mesmo o Natla foi uma excepção. Um pouco atrasado, mas aionda a tempo de desejar-te uma esperança, (talvez vã) para 2014, com saúde e algum dinheiro que esta equipa de Coelhas não tenha saquedo, junto da família entes queridos.
Um abração de boas festas.