quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

MAR DE S. MARTINHO DO PORTO




MAR DE S. MARTINHO DO PORTO
 
Evito caminho torto
Vou por Alcobaça
Mar de S. Martinho do Porto
Onde os monges cistercienses tiveram praça
 Olho o grandioso mosteiro com conforto  
Sempre azougado e de raça
Chego com o olhar absorto
Como se chegasse a Mombaça
Agora, já deambulo pelo areal em desporto
Miro como se admirasse uma graça
Mar de S. Martinho do Porto
 Beleza que o meu conceito ultrapassa
Praia numa baia a parecer ornamental horto
Em pensamento por mim passa
A Senhora do Mar, num sonho de acerto
Será por sua intercessão que imagino a taça
Sigo na areia a céu aberto
Primeiro baço
Avisto na areia a descoberto
Ameijoa, da preta um melaço!
Não me contive, é certo
Não esperava, aquela sorte, aquela caça!
Das arribas da baía estava mais perto
Os altos contrafortes, naturais, eis a traça!
É entre eles, que o mar passa com acerto
Acalmando o mar a tornar suave a braça
Mar de S. Martinho do Porto
Senhora do Mar me enlaça!
Mar de S. Martinho do Porto! 

Daniel Costa
 
NOTA: S. Martinho do Porto, é do concelho de Alcobaça

 




 

13 comentários:

Lu Nogfer disse...

Um louvor poético. Uma linda homenagem em versos.
Ficou muito bonito de ler!

Beijos

✿ chica disse...

Que espetáculo e deve ser lindo demais por lá! abraços praianos,chica

✿ chica disse...

Que espetáculo e deve ser lindo demais por lá! abraços praianos,chica

Dorli disse...

Oi Daniel,
Linda poesia que faz o espetáculo da vida.
Amei
Beijos
Lua Singular

Anónimo disse...

SOU DO BLOG FOLHAS DE OUTONO !
Tudo tão diferente do Brasil.Praia do Oeste português que se estende ao longo de uma baía deslumbrante, banhada pelo azul do mar. Pelas suas características. Com tantos bares e restaurantes imagino as douradas e o linguado grelhado ou a sardinha assada,húmmmmmmmmm!!!!!
E o teu olhar sempre atento ás mais belas cores da natureza...é isso, sobretudo isso que faz dos teus poemas algo de muito especial, como é que consegue captar tal beleza... a beleza que tanto se transforma junto com a tua terra, terra onde se vive com tanta beleza,que traduz tudo num belo poema.Vejo como um canto a Senhora do Mar.
Parabénssssssssssssssssssssssss

Anónimo disse...

O poeta em homenagem à Senhora do Mar, se esmera, deseja e espera saber onde será levado.

Mariazita Azevedo disse...

Meu querido amigo Daniel
Muito obrigada pelo belo comentário que deixaste na minha «CASA». As tuas palavras são sempre elogiosas, o que me deixa vaidosa, sim, mas, acima de tudo, são prova do grande amigo que és.
Eu sou de opinião que, sem sonhar, a vida se torna monótona, aborrecida, difícil de suportar.
As ilusões podem redundar em desilusão? Calro que sim, mas é um risco que temos que correr, se quisermos abstrair-nos um pouco da realidade, que nem sempre é muito bonita.
Beijinhos
Mariazita
(Link para o meu blog principal)

Uma "publicidade" bem merecida, em forma de belo poema, à linda
S. Martinho do Porto, terra de que gosto imenso (casou-se lá uma prima minha).
As fotos da Severa estão óptimas. Parece que o problema da desfocagem já está resolvido. Ainda bem!

Marta Vinhais disse...

E descobrem-se tesouros...
Não conheço Alcobaça, mas gosto muito de S Martinho.
Bom fim de semana...
Beijos e abraços
Marta

Felisberto Junior disse...

Olá, Daniel!
Muito lindo...
...lugares românticos inspiram a fazer versos e diversos programas a dois...na companhia da Senhora do Mar, além de ter uma vista privilegiada do pôr do sol,navegar pelo Mar de S. Martinho do Porto é e será mais um passeio inesquecível...
agradeço pelo carinho,obrigado, boa tarde e noite de sexta feira, abraços!

MARILENE disse...

Lugares belos despertam a sensibilidade e a criatividade. E você soube muito bem aproveitá-las, nesses belos versos. Bjs.

Dorli disse...

Oi Daniel
Passando para lhe desejar um bom resto de dia e uma noite tranquila com frio.Ai!.
Você é um um milagre de Deus.
Beijos
Lua Singular

Beatriz Paulistana disse...

Boa tarde Daniel!!!
E tudo que está relacionado ao mar me encanta...
Feliz e Abençoado Dia!!!
Abraços...da Bia!!!

Carmela disse...

Beleza de versos.

Beijinhos