A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 7 de março de 2010

Poema


 



A VELHINHA

Adorava dançar o baião
A velhinha ainda era mexida
Atrevida, como fazer então?
Idosa, ares de vedeta muito meiga
Os peros que tinha à mão
Distribuía pelos netos
Ela e eles mostravam satisfação
Todo o mundo adorava a velha
Sempre alegre, chamava a atenção
O diabo da velhinha
Não deixava de sonhar com o baião
Sempre alegre, vivia
Se lhe ofereciam um copo de vinho
Não bebia, sempre respondia
Do mundo do filho dispunha
Um mundo que fora dela, ali vivia
Uma casa muito bacana
Apetrechos do campo possuía
Tinha uma pequena adega
Cascos com vinho havia
Na sua disposição
Jamais se mexia
Aconteceu mudança, arrumação
Viraram os cascos naquele dia
Estava um furo tapado com um torno
Apareceu a fonte onde a velhinha bebia
A explicação era esta
Para tanta folia
Que a simpática velhinha
Ainda que já alcachinada exibia

Daniel Costa



18 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que lindo poema! Verdadeiro Presente de Dias das Mulheres***************************
Só quem vive, é capaz e faz********
Parabéns*


Beijos, querido Daniel*

******

*Há um murmúrio na floresta,
Há uma nuvem e não há.
Há uma nuvem e nada resta
Do murmúrio que ainda está
No ar a parecer que há.
É que a saudade faz viver,
E faz ouvir, e ainda ver,
Tudo o que foi e acabará
Antes que tenha de o esquecer
Como a floresta esquece já.
Fernando Pessoa

++++++++++
Valeu por + esta
Beijos

Felina Mulher disse...

kkkkkkkk.....gostei...esperta ela!


Besos!Felia dia.

Fernanda disse...

Querido amigo Daniel,

A senhora velhinha sabe bem, que um copinho de vinho não faz mal a ninguém.

Quem tem adega, pipas e dornas é porque vindima faz, não será em vão que canta, mostra a sua alegria e vive em paz.

Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Daniel
Com certeza já ouviste dizer que "o diabo não é sabido por ser diabo, mas por ser velho".
E a "tua" velhinha tinha a manha toda, a espertalhona :))))))))
Está muito engraçado, o teu poema.
Dispõe muito bem, o que é uma grande virtude.

Bom final de domingo.

Beijinhos
Mariazita

Everson Russo disse...

A velhinha sabe mesmo o que é bom,,,rs,,rs,,,abraços amigo e uma semana cheia de paz pra ti.

angela disse...

Delicioso poema e uma graça a velhinha, muito espertinha e vivida.
beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Querido, voltava do mail pra dormir, com esta, e lá vai pra velhinha*

*Prepare seu lenço com antecedência !!!

Só lamento não saber o idioma alemão para traduzir a letra da música !!!
Mas, de qualquer forma, ela é de uma melodia linda !!!
Mães não choram*

Beijos
Feliz Dia da Mulher + que Mulher*****

Feliz hoje pro Anjo!
Beijos

lua prateada disse...

Amigo Daniel a velhinha lá sabia!...e quem melhor que os mais idosos para saberem???
E lógico um copinho de vinho não faz mal a ninguem.
Muito bonito Daniel as fotos e o poema...
Beijinho com luar e muito carinho

SOL

Everson Russo disse...

Uma belissima semana pra ti amigo,,forte e fraterno abraço,,,,

jo ra tone disse...

Daniel,
Bem escolhido poema,
lindas fotos para este dia Saudação honrosa para todas as mulheres,
Abraço

Pensador disse...

Que velhinha danada! E que poema divertido!
É mais uma personagem real, Daniel? Gostaria de conhecê-la...
Abraços!

Lúcia Leme disse...

Lindíssimo!!

Bandys disse...

Daniel,

Um Beijo

AFRICA EM POESIA disse...

DANIEL

adorei o poema.
Neste dia especial deixo com um beijo


deixo...
a minha poesia

8 DE MARÇO


Dia da Mulher
Mulher que foi criança...
Mulher que foi menina...
E que rápidamente cresceu...
E quando cresceu...
Tornou-se mulher...
E aí o ser que é...
Mulher... Mulher...
Mulher... Mãe...
Mulher... Avó...
Mulher... Gente...
Porque ser Mulher...
É canalizar tudo...
Tudo e todos...
E tudo gira em seu redor
E quase sempre...
Julga-se insubstituível...
No trabalho... na organização...
Na estrutura do lar...
E a Mulher... esquece-se tantas vezes...
Que também é gente...
Que precisa de ser ela própria...
De viver...
De gostar de si...
E quando consegue...
Que isto aconteça...
Ela é verdadeiramente... Mulher!...

LILI LARANJO

xistosa - (josé torres) disse...

Há mais de 50 anos que não "ouvia" falar em alcachinar.
Li hoje aqui "alcachinada", matei saudades.
Talvez ela estivesse assim pelo trabalho de se curvar para beber ... é que na chula, penso eu, se se vergasse era de outra maneira. (rsss, rsss, rsss)

Um abração.

Everson Russo disse...

Um fraterno abraço pra ti meu amigo pra desejar um belo dia.

AFRICA EM POESIA disse...

Daniel
é isso eu não gosto de dar valor a esse dia ..sou mulher sempre.
Mas...cpmo tanta mulher é ainda escravizada temos que o gritar bem alto

um beijinho para ti...

SAM disse...

Daniel1 que poema espirituoso! adorei. Um exemplo de vivacidade que transmite este poema!Obrigada, amigo.


Carinhoso beijo.