A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quinta-feira, 17 de março de 2016

POEMA QUANDO EU FUI DIRETOR LITERÁRIO







QUANDO EU FUI DIRETOR LITERÁRIO

Antes trabalhei de agrário,
Antes e sempre trabalhador
Quando eu fui Diretor literário
Eterno lutador e encaminhador
Visando traçar itinerário,
Feliz, moralizador e sonhador
Lutador eficaz temerário,
Eficaz, destemido, arejador
Objetivando criar belo cenário
Crendo na eficácia de criador
Criando rastos de documentário
Visando respeitos de triunfador
 Usando capacidade sem formulário
Mente reluzente de aquietador
Cariz de ardor hereditário
Caminhos largos de calcorreador
Desenvolvendo sem mostruário,
Neste mundo, de tenaz luta, debilitador
Quando eu fui Diretor literário!

Daniel Costa

 


5 comentários:

José María Souza Costa disse...


Olá, Daniel Milagre, bom dia.
Após um tempo ausente. Estou retornando com o blogue www.josemariacosta.com Aproveito para te convidar a vim em visita.
Te espero lá. Que tenhamos todos um fim de semana agradável.
Abraços

ania disse...

Excelente poetar Daniel...rimas perfeitas, é prazeroso ler vc...adorei!!! Meus parabéns!abraços, ania..

Magia da Inês disse...

♪♫ه° ·.
Isso é lindo: tu foste sonhador e lutador... trabalhaste.
Hoje em dia, todos querem tudo de mão beijada... sem trabalho e às vezes... dá tristeza só de pensar no que está acontecendo!...
Bom fim de semana com tudo de bom!
Beijinhos de sua amiga.
╰✿ه° ·.⏝

Edumanes disse...

Antes trabalhou de agrário,
com o arado lavrou a terra
semeou nela dentes de olho
sachou o milho na primavera!

De agrário passou a poeta,
agora no papel semeia letras
não inventou a descoberta
nem intervém em vidas alheias!

Tem as mãos cheias, de boas intenções,
outrora calejado do cabo da sachola
com os seus belos poemas desperta corações
quem os lê de tristeza ninguém chora!

Boa noite caro amigo poeta Daniel Costa,
desejo-lhe um bom dia de domingo, um abraço.
Eduardo.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que coisa linda, Daniel!
Beijo*