A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Poema

 



ANGELA

Deambular pela grande metrópole um regalo
Imaginar o Padre Manuel da Nóbrega
É imaginar porque se criou a cidade de São Paulo
É pensar na Ângela, essa mulher sensata
Vesátil como muitas outras
Com uma pequena dose de loucura que me é grata
Fascinado eu pela cultura do Brasil
Essa mulher sensível, timida e timorata
Apresenta vários poetas do país imão
Como o Drummond, o Mário Quintana toda a nata
Sua versatilidade leva-a apresentar
 Escritores menos ouvidos, como numa serenata
Angela é como dissesse enfim:
A minha personalidade parece muitas
Serei mesmo assim
A sua caminhada continurá
 Sabe como foi o principio
Não sabe como vai caminhar,  o rumo que seguirá 
 boa concretização
Para Ângela seria maná

Daniel Costa

21 comentários:

angela disse...

Gostei Muito. Sua sensibilidade entendeu minha alma;
Obrigada
beijos

Luciano Braz disse...

Sensivel e com expressõesque transmitem VERDADE.

Legal sua forma de escrever e principalmente homenagear.

Abraço

Norma Villares disse...

Que bela homenagem, Angela é muito sensível e criativa.
Fiquei feliz pela Angela.
Melhores abraços

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Linda Ângela! + 100 + palavras ***************************

SEUS OLHOS NÃO FAZEM TEMER

Quando a alma é boa
o coração se abre atoa,
as palavras são mansas,
as atitudes calmas, do amor não se cansa.
Quando a alma é boa, é transparente,
está sempre presente,
mesmo que ausente...

Suas palavras são doces,
seus olhos não fazem temer,
não julga o amor,
não se abala com a dor,
tudo compreende,
é pela vida, é pelo viver...

Quando a alma é boa, o sorriso ilumina,
deixando todos à vontade,
é assim a alma boa de verdade...

*Valquiria Cordeiro*

Ganhei da Déia e repasso para vc!
Beijos muitos da Rê para você!
Bom dia sempre!


Lindo poema, Anjo!
Bom dia Sempre!

Chica disse...

Linda homenagem à Angela que, sem dúvida, merece !abraço e linda semana,chica

Andresa disse...

Ola amigo!
Tudo bem? Espero que sim...
Um poema digno de aplausos, para homenager tao bela Angela.

Bjs
Andres a

lita duarte disse...

Daniel,

Quanta sabedoria.

Beijos.

Everson Russo disse...

O mais belo encontro de vida é,,,o poeta, as palavras e suas musas,,,e realmente voce tem esse dom,,,,facil escreve, coloca as palavras e faz homenagens belissimas,,,parabens por mais uma....abraços fraternos e uma belissima semaan pra ti amigo....

Desnuda disse...

Querido amigo,

mais um belo e certamente merecido poema dedicatória.

Linda semana! Beijos, com carinho.

.Lis disse...

Homenagem simpática pra uma simpática mulher!A Angela merece ! poeta.
Uma oportunidade feliz de conhecer o blog ,vou ficar por aqui a passear por esses poemas e imagens.
Parabéns ,Daniel.Adoro poesias.
abraços

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Partilho com você, querido Daniel, o que me foi ofertado

*EU AMO TUDO O QUE FOI
Fernando Pessoa

Eu amo tudo o que foi,
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói,
A antiga e errônea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia.*

Feliz semana sempre!
Beijos*******

raimunda disse...

parabens, por mas um lindo poema.
abraço
raimunda

Olhos de mel disse...

Querido amigo; gostaria muito que seu exemplo em valorizar as pessoas, fosse disseminado, pois estamos num tempo em que olhamos o outro como adversário e não como amigo.
Parabéns! Beijos

Everson Russo disse...

Um forte abraço a ti amigo poeta,,,e uma belissima terça feira....

val du / lita duarte disse...

Oi, Daniel.

Um ótimo dia para você.

Beijos.

Marcos Takata disse...

Concordo com todos, Angela é criativa e sensível.
Bj

poetaeusou . . . disse...

*
gostei, amigo,
parabens,
,
abraço,
,
*

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, meu querido Daniel!
A respeito do dia de hoje sempre*

Todo dia recebo 398-400 comentários de uma pessoa doídah. Então eu lhe fiz um poeminha. Ironia? Fairplay* Um tapinha não dói. E pus a resposta abaixo.

*Maldita folha de papel!
tenho um corte na articulação do dedo indicador da mão esquerda, feita por uma folha de papel, agora sempre que dobro o dedo, aquilo abre e dói! =(
sou uma "vítima"!

***
Concordo quando diz que é difícil viver o dia de hoje sem pensar no amanhã, para quem perspectiva de amanhã. Só que eu não tenho, porque a minha vida está por um fio. Vivo cada dia por 1 dia. Aliás, ninguém sabe se haverá o dia de amanhã, simplesmente porque não existe (+ complicado de explicar). No básico, um doido pode apertar um botão e detonar o mundo. É bom viver o dia de hoje e sobretudo em êxtase, feliz. É um tanto assustador também, reconheço, mas depois do primeiro, de outro e outro e outro, acostuma-se.
Deixo-a minha liberdade + Beijos**************

AFRICA EM POESIA disse...

Daniel
O amorna sua plenitude é fantástico...E temos que estar atentos para sabermos amar tydo que nos rodeia.


beijos


PALAVRA


O amor...
Palavra pequena...
Palavra simples...
Mas palavra...

......

Palavra...
Que é...
Forte...
Palavra...
Que é...
Imprescindível...

......

Que todos querem...
Pois quem não sabe...
...Amar...
Não sabe também...
...Viver!...

LILI LARANJO

Fernanda disse...

Amigo Daniel,

Peço desculpa se não o tenho visitado com a regularidade que prometi.
Estou muito ocupada de momento e não consigo esticar mais o meu tempo.

Não li o seu post de hoje...mas deixo um beijinho e prometo voltar sempre que possível. Talvez amanhã.

Everson Russo disse...

Deixando ao amigo poeta um forte e fraterno abraço pra desejar um belo dia de paz.