A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Poema


OLHOS DE MEL

Olhos de Mel assenta bem
Tem de concordar
Quem neste mundo se detém
À poetisa Lúcia Laborda
Mulher terna também
Sendo interessada na arte
A sua descrição
Não deixará antever essa parte
Descrição talvez por morar
Num afamado mundo à parte
Em Salvador da Bahia
Um baluarte de população, dos maiores
De população a nível mundial
De que Olhos de Mel é parte
Para ele contribui com a sua doçura
À família a dedicará
E a transformará num lar de ternura
Inebria a alma
Contactar a sua terna poesia
Que tranquiliza e acalma
Olhos de Mel ou Lúcia
Na sua elegante poesia
É mulher moderna e lúcida
Assim como uma fada
Uma fada terna e sensual
Sonhadora neste mundo
O mundo actual
A mulher que adoptou
Olhos de Mel
Vem fazendo jus
A um mundo de paleta e pincel

Daniel Costa


14 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Linda mulher poetisa* trabalhadora* artista* cosmopolita* receptiva* pra lá de moderna + pós-moderna + não julga, nem pré-julga, simplesmente aceita, pois o seu amor, pode até ser cego, como o meu, mas é como lúcido e lúdico*
A Lúcia é tão doce que até as suas lágrimas sabem a mel****************


*TEADORO

Lúcia, este é pra você!

Mas invento palavras

Que traduzem a ternura mais funda

E mais cotidiana.

Inventei, por exemplo, o verbo teadorar.

Intransitivo:

Teadoro, Teadoro


Manuel Bandeira*

Beijos da Rê
E nunca se esqueça de que Teadoro!!!

Parabéns por ser quem é, amiga querida!

Parabéns, querido amigo Daniel, por ser quem é, e por nos encantar cada vez mais!

Beijos e Bom Dia válido para sempre!
Renata

lita duarte disse...

Dá-lhe mestre Daniel!
Belo poema.

Beijos.

Elaine Barnes disse...

Nossa que beleza de poema onde retrata a admiração por ela em todos os sentidos. Não a conheço,mas, tb já admiro. Montão de bja amigo e parabéns por mais essa homenagem à mulher

xistosa - (josé torres) disse...

Mais um hino ao sexo feminino.
A quem podemos erguer palavras épicas, se não for à nossa metade?

Cumprimentos.

AFRICA EM POESIA disse...

Daniel
Tu sabes que
o Amor
Ó Sorriso
As crianças...
São a vida


Com um beijo


SORRISO LINDO


Sorriso lindo...
Sorriso belo...
É alegria dos grandes...
É o sorriso dos meninos...
Que são netos...
É o sorriso...
Dos que seguem...
O seu caminho...
E têm o sorriso...
Mais lindo...
Do mundo!...

LILI LARANJO

Olhos de mel disse...

Meu querido e doce amigo;
palavras poéticas que me emocionaram.
Palavras que me invadiram a alma e me encantaram.
Obrigada querido! Que Deus lhe abençoe, hoje sempre!
E obrigada querida Re, você commo sempre muito amável! Que seria da vida sem os amigos?
Beijos cheios de carinho

SAM disse...

Daniel,

que alegria ver a beleza, a doçura e o talento de Lúcia bordado num poema! Bem merecida esta homenagem a esta maravilhosa mulher que encanta a todos nós. Qualidades em grau máximo!O poeta foi brilhante!


Beijos nos queridos amigos Lúcia e Daniel.

Andresa disse...

Bom dia amigo, Olhos de mel, doce e suave poema.
Da mulher que se adpta ao mundo atual.

Parabens a Lucia e a voce

Bjs
Andresa

Everson Russo disse...

Olhos de mel...muito lindo poema,,,muito linda a homenagem,,,são olhos que ao passarem contra o sol mudam de cor varias vezes....belissimo amigo poeta....abraços fraternos pra desejar um belo dia pra ti.

angela disse...

Como sempre suas homenagens são lindas.
Parabéns
beijos

LOURO disse...

Olá Daniel!
Belo poema de homenagem á poetisa
Lucia.
A mulher que adoptou Olhos de Mel
Fazendo jus a um mundo de paleta e pincel.

Abraço
Lourenço

nely disse...

Saudações!
Bonita maneira de homenagear.
Abraços.

Everson Russo disse...

DEixando ao amigo um forte e fraterno abraço pra desejar um bellissimo final de semana.

Felina Mulher disse...

Mas uma vez vc se esmera nas homenagens....Parabés à poetisa que foi tua musa inspiradora!
Belíssimo!


Beijos e uma bela sexta-feira!