quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Poema


 
Avenida da Liberdade - Lisboa



NAELA

Uma mulher bela
Mora na nevoeirenta Londres
É a elegante e bonita Naela
Quem a vê parece-lhe azougada
Quem a conhece e fala
Fala com uma mulher terna e delicada
Apaixonada pela sua cidade, Lisboa
Muitas vezes sente-se
Em Londres a saudade soa
Pela bendita e solarenga capital
A cosmopolita Lisboa
Como cidade mais pequena
Não fará mulheres grandes
Trabalha na cidade do Big –Ben serena
Sendo do signo balança
Embora de mente impulsiva
Tem serenidade e delicadeza de criança
Feminina sensual e azougada
Pela sua prosa diria irreverente
Será fruto de mulher delicada e amada
Assim é a sensível Naela
Essa mulher idolatrada
Em Londres é consultora
Ao seu trabalho dedicada
Naela é uma grande senhora

Daniel Costa

19 comentários:

lita duarte disse...

Daniel,

Naela é bela.
E você é sensacional.

Muitos vivas aos dois.

Beijos.

Angela Ladeiro disse...

Sorte de quem é assim amada, através da poesia. Lisboa saudosa. Muitas vezes parei o meu descapotável ali, na Praça...tudo ficava mais perto.

SAM disse...

Daniel, belíssimo poema a uma belíssima mulher! Sem dúvida que a beleza de Naela e características pessoais que o poeta tão bem captou, foi uma bonita apresentação!


Beijos, com carinho

xistosa - (josé torres) disse...

Pela foto parecia-me um parque de estacionamento ... rsss, rsss, rsss.

A caneta continua a desenhar belas palavras em poesia ...
Um abração.

Carmem disse...

Dani,
Vc arrazou!

Bjus

Jacque disse...

Linda Naela, Linda Lisboa e Lindo Poema, amigo Daniel.
Vim convidar pra assistir meu novo vídeo, no Blog 'Sentimentos".

Beijo

Everson Russo disse...

Muito bela a Naela,,,até rima,,,facil fazer poesia com musas belas e encantadoras,,,e ainda sendo Londrina...aquele clima bem tipico,,,frio,,,fog,,,,parabens por mais uma bela homenagem...abraços fraternos de bom dia pra ti.

Julio Cesar disse...

Olá Daniel, tudo bem? como estás?
Depois de um periodo de férias (finalmente as tive!)retorno ao universo blogger e aos poucos vou lendo os amigos que saudades me deram. Os cupidos acertaram-me com suas setas e assim trago o amor ao peito por uma mulher, que brasileira é descendente em 2 geração, de portugueses.
Assim, depois de um periodo tristonho,de 4 anos, pós divorcio, dolorosa, renasci para uma nova vida, que agora me parece mais madura e certa. Que para trás fiquem os erros, não é mesmo.
bem..vamos lá...

Maravilhosa a poesia...tanto quando és bela a Naela. Não suficiente, poetisastes com fotos também...muito belas.

Grande Abraço
Julio Cesar

nely disse...

Que beleza!

Abraço do amigo Nely.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Mais 1 belo poema para uma Bela mulher!
Parabéns, Anjo*


*Transforma-se o amador na cousa amada,
Por virtude do muito imaginar;
Não tenho logo mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.

Se nela está minha alma transformada,
Que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si sómente pode descansar,
Pois consigo tal alma está liada.

Mas esta linda e pura semideia,
Que, como o acidente em seu sujeito,
Assim co'a alma minha se conforma,

Está no pensamento como ideia;
[E] o vivo e puro amor de que sou feito,
Como matéria simples busca a forma.

Luís de Camões*

Bom Hoje!
Beijos e aquele sorriso!

Depois do tombo, embora inteira, fiquei moidinha. Por isso, dormi até + tarde. Que bom!

AFRICA EM POESIA disse...

Daniel
Que bom ler-te..
as tuas palavras são sempre um bálsamo para o coração
....


50.000 Visitas
obrigada por estares comigo
deixo um beijinho



ACONCHEGO




Poesia...
Tantas vezes...
Tão pequenina...
E que tanto...
Encerra...

...

Hoje...

...

Sem nada escrever...
Apenas a pensar...
Sinto que...
Apenas a poesia...
É o meu aconchego...

LILI LARANJO

angela disse...

Muito bonito poema, delicado e sensivel.
Beijos aos dois

Eu sei que vou te amar disse...

Daniel,
Um poema maravilhoso, profundo tal as palavras que tocam e navegam em mim!
Um "obrigado" sera pouco para demonstrar que a nossa bonita amizade é para mim a imensidao do Universo.
Beijo doce

Everson Russo disse...

Um belissimo final de semana pra ti amigo poeta...muita paz e inspiração,,,forte e fraterno abraço.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Meu querido amigo Daniel, mesmo quando ficamos sem Net, tudo o que nos é mandado pelo mail, fica armazeando na caixa postal.


*Tua caminhada ainda não terminou....
A realidade te acolhe
dizendo que pela frente
o horizonte da vida necessita
de tuas palavras
e do teu silêncio.

Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e
sonha com tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo
jamais conseguirão obter,
porque é uma vitória que surge da paz
e não do ressentimento.

É certo que irás encontrar situações
tempestuosas novamente,
mas haverá de ver sempre
o lado bom da chuva que cai
e não a faceta do raio que destrói.

Charles Chapin*

Venho agora, pois, como lhe disse, estava repousando. Ainda tenho uns choquinhos nas juntas e temo ter outras *nervites agudas*


Beijos e muito obrigada pela ajuda*
teadoro
Até já

poetaeusou . . . disse...

*
a elevação da mulher,
sublime,
,
abraço,
,
*

Sonia Schmorantz disse...

Até parece rimar...Naela - Bela!
Linda homenagem.
um abraço, ótimo fim de semana

Bandys disse...

Daniel,

Voce encanta com seus poema.

Deixo um meu



Sou uma mistura de sentimentos...
Sou pedaços de céus com punhado de terra
Sou oceano azul e o verde da montanha
Às vezes estou muito perto outra sou deserto
Sou antídoto e sou veneno
Às vezes sou presença e em outras sou ausência
Sou inteira, sou metade, sou saudade.
Sou estrela e sou o breu
Às vezes sou você, mas também sou eu.
Sou sorriso e às vezes sou a lágrima
Sou essa mistura de sol ardente com trovoada.
Às vezes sou tudo, em outras nada.
(Bandys)

Beijos

Felina Mulher disse...

Cada musa, uma inspiração! Bonita Noela, e muito bela!


Desejo-lhe um lindo final de semana.
Muita luz e Paz...fica com Deus no coração.